Escolas brasileiras dominadas por doutrinadores ideológicos! | Politicos Do Brazil
Escolas brasileiras dominadas por doutrinadores ideológicos!
Por admin
04/11/2016

As escolas brasileiras estão sendo alvo de invasões por parte de “alunos” que se acham no direito de tomar escolas na mão grande e atrapalhar a vida daqueles que querem realmente estudar.

Essa situação que ultrapassa todos os limites do bom senso é evidentemente orquestrada por partidos políticos e movimentos “sociais” de extrema esquerda, sob o pretexto de “protestarem” contra a PEC 241 e mudanças previstas para o ensino médio a vigorarem de 2017 em diante.

Como se sabe e inclusive foi noticiado nesse blog, essas invasões já fizeram seu primeiro cadáver numa escola na cidade de Curitiba, no maravilhoso estado do Paraná.

Obstante esse fato, que inclusive foi esquecido pela grande mídia, pois ninguém mais dá uma linha sobre o ocorrido, as invasões continuam em várias cidades do Brasil.

Essas invasões tem sido orquestradas sim por partidos políticos de extrema esquerda, entre eles PT, PSOL, REDE, PCdoB e outros de menor expressão mas de um peso nitroglicerinico importante. São pequenos na representação politica nacional, mas fazem grandes estragos incutindo barbaridades ideológicas na mente de pessoas supostamente alienadas. E isso é um perigo!

Mas precisamos voltar lá atrás no tempo para tentar “entender” porque isso vem acontecendo.

Desde a guinada do PT a presidência, ocorrida em 2003, as escolas (municipal, estadual, federal) em todo o Brasil vem sofrendo nas mãos de políticos ligados do PT e de extrema esquerda. Para esses políticos/partidos, os alunos são pura e simplesmente massa de manobra e que fazem parte da escalada da esquerda em busca de cercear suas mentalidades e levarem a educação brasileira ao patamar mais baixo que, infelizmente, conseguimos chegar. Uma triste realidade.

Vamos lembrar também que a tal “Pátria Educadora”, tão decantada no governo Dilma foi um verdadeiro fiasco. Nosso níveis educacionais em relação ao mundo são os piores possíveis. Inclusive perdemos para países como Peru, só para se ter uma ideia do caos, do imenso buraco sem fundo que chegamos. É deprimente e dá uma certa vergonha alheia…

Foram 13 anos de uma verdadeira lavagem cerebral em nossas crianças, crianças essas que hoje são adolescentes/adultos em idade universitária. E são justamente esses que estão invadindo as escolas a torto e direito em todo o Brasil e provocando badernas em torno de temas que eles não tem a minima ideia. Se perguntarem a eles o que é a PEC 241, de 10 provavelmente 11 darão informação errada. Duvidam? Vá a uma escola invadida e pergunte, isso se conseguir vivo de lá, porque eles são muito ignorantes, já que não tem argumentos, eles partem para violência, como fizeram com um representante do MBL. Vídeo logo abaixo:

E não pensem que eles invadem as escolas para, sei lá, conversarem sobre a politica atual, etc, etc, etc… nada disso! Eles tem até, pasmem, aulão de guerrilha!!! Sim, é isso mesmo!!!

Parece que voltamos aos anos 60, não é mesmo? Aquele tempo que os “comunas” enviaram militantes à China para aprenderem táticas de guerrilha. Um absurdo completo!

Mas não pensem que isso vem da cabeça dos alunos em si. Em muitos casos, eles são sumariamente lobotomizados por professores. Esses professores são, em sua maioria, militantes de partidos extremistas. Chegando ao cumulo de usarem camisetas de “lideres” assassinos dentro da sala de aula ou até incentivando a tal ideologia de gênero, cultuada por PT, PSOL, etc… uma verdadeira aberração do ser humano.

universidade4

Acreditem. É um professor!

E aqueles professores que querem dar aulas, são alvo de violência gratuita por parte desses “alunos” invasores. O bom senso passa longe dessas pessoas. Lamentável.

Tudo isso que vem acontecendo nas escolas culminou com um fato perigoso para aqueles que querem realmente estudar. O MEC decidiu, num primeiro momento, suspender o ENEM nas escolas invadidas, ferrando a vida de muitos alunos que queriam estar estudando de verdade e se preparando para esse exame que pra muitos é a única chance de entrar numa boa universidade.

Felizmente o MEC voltou atrás e apenas adiou o ENEM nessas escolas invadidas. O ENEM vai ser aplicado em novembro nas escolas onde é possível aplicar e nas escolas invadidas por “alunos” que não estão nem ai para o restante, ele foi adiado para dezembro. Ou seja, os verdadeiros alunos não serão prejudicados, graças ao governo que esses invasores consideram como “ilegitimo”. Contraditório, não?

universadidade2

Situação que invasores deixaram uma escola. Deprimente!

Antes de terminar o artigo, vamos deixar uma nota de repúdio ao governador paranaense Beto Richa: esse senhor, ao invés de expulsar esses invasores das escolas invadidas, deixou o “movimento” tomar forma. Resultado: um cadáver e centenas de alunos realmente preocupados com sua formação, sendo tolidos de conhecimento e quase perdendo o ENEM. O governador mostrou ser um homem fraco. Afinal, quando alguém invade uma propriedade, o certo é a policia ir até lá e expulsar, não é mesmo? Mas o governador preferiu lavar as mãos. Uma atitude covarde e sem explicações por parte dele.

Muito diferente do que aconteceu por exemplo no Centro Paula Souza, em SP. Lá o governador Alckmin mandou a PM retirar os meliantes e foi resolvido em 1 hora. Aprende, Beto Richa!

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017