Mortos em Manaus: por que a mídia, os direitos humanos e a extrema esquerda adoram bandidos? | Politicos Do Brazil
Mortos em Manaus: por que a mídia, os direitos humanos e a extrema esquerda adoram bandidos?
Por admin
05/01/2017

O sistema prisional brasileiro é um barril de pólvora prestes a explodir. Isso qualquer pessoa com mais de 2 anos de idade sabe, certo?

Soma-se também o fato de nosso código penal ser arcaico, precisamente dos anos 30, nossa justiça ser morosa demais (pra quem não sabe, tem presos que esperam até 5 anos para serem julgados) e temos o cenário perfeito para tudo dar errado. E, claro, não tem outro cenário. Dá sempre tudo errado mesmo!

Claro, não podemos deixar de mencionar que a polícia em quase 90% dos casos faz seu trabalho de forma clara e concisa, mas nosso judiciário tem um poder quase divino de estragar tudo. Como alguns policiais já disseram: a gente prende, mas a justiça solta. Dá uma sensação de impotência para os policiais, por isso que em muitos pontos do nosso país existem as famos milícias.

Alguns fatos históricos nos mostram que 2 grupos em especial parecem ter predileção por apoiar e até “passar a mão na cabeça” desses cidadãos que vão parar atrás das grades. Entende-se que esses cidadãos estão lá por vontade própria, afinal a pessoa tem o direito e o dever de escolher pra qual lado vai pender, pro lado certo de ser um cidadão honesto e passar bem longe desses presídios ou escolher o lado errado e ser um bandido, assassino e fazer um vai e vem nos presídios quase que como um inquilino permanente. Curioso, mas verdadeiro.

Podemos aqui mencionar o famoso caso do Carandiru, onde 111 presos foram mortos em confronto com a policia.

Esse caso é tratado até hoje como um “massacre” e o maior da história prisional brasileira. Foi assunto e é ainda assunto em todas as partes do mundo. A ONU (que se mete onde não deve) vira e mexe fala disso e trata o caso como um “assassinato” em massa e , piada, põe a culpa na policia, dizendo que ela entrou armada até os dentes e atirou pra matar mesmo, sem dar chance nenhuma para aqueles que estavam lá.

Quem também adora meter o bedelho nessa história de mortes em presídios são os direitos humanos, ou direitos dos manos, como alguns mencionam em tom jocoso.

É preciso ser dito que o DH ganhou muita força quando o sr Lula foi galgado a presidência em 2003. De lá pra cá, ganharam um status de sumidade. Mas estranhamente ninguém vê eles se lamentando das mais de 56 mil mortes anuais que temos no país, muitas inclusive nas mãos de bandidos e muitas vezes de forma covarde, não dando chance de defesa as vitimas.

Também não vemos eles se pronunciarem sobre as diversas mortes de policiais que morrem em confrontos com marginais por esse país afora e também outros que morrem fora da farda, apenas pelo fato dos bandidos souberem que são policiais, pronto, os bandidos assinam a sentença de morte do policial. Algo tenebroso.

A extrema esquerda brasileira, formada por PT/PCdoB/PSOL/REDE e outros de menor porte se somam aos Direitos Desumanos e azucrinam a vida das pessoas de bem e tratam os bandidos como crianças mimadas, dizendo que nada mais são do que “vitimas da sociedade”. Quem adora dizer isso é a dona Maria do Rosário, quando se refere aos “dimenor”. Isso é um tapa na cara da sociedade brasileira que é formada por pessoas de bem, em sua maioria.

Nesse começo de 2017 mais um caso em presídios soma-se as nossas famigeradas estatísticas. Nada mais do que 60 PRESOS/BANDIDOS/ASSASSINOS foram mortos no presidio Compaj, em Manaus. Detalhe trágico e macabro: 30 deles foram decapitados!

Tudo é fruto de uma briga dentro do presidio entre a FDN (Familia do Norte) e o PCC (Primeiro Comando da Capital). O FDN é ligado ao CV (Comando Vermelho), conhecido inimigo declarado do PCC. Em suma, são todos farinha do mesmo saco. São bandidos que matam bandidos, chamando a atenção da mídia, dos Direitos Desumanos e da extrema esquerda brasileira. Como disse o governador do Amazonas, não tem santo dentro das cadeias, e isso foi mostrado da pior forma possível.

Mas o que chama atenção é que, tanto a midia quanto a extrema esquerda batem na tecla que a culpa é sempre do Estado, eles não se interessam em saber que ali dentro não tinham pessoas de bem, ao contrário, tinham e tem pessoas que não se importam nem um pouco com a vida de seu semelhante. É aquela história: cada um que zele pela sua vida.

A sociedade brasileira fica chocada com acontecimentos como esses, ainda mais vendo a situação que ficam essas pessoas, seja por videos ou fotos, mas entendem que são presos que matam presos e não fazem falta alguma a sociedade. Pesado? Nem tanto. Ou você que está lendo esse artigo sente alguma coisa sabendo que aqueles que morreram nesse confronto são, em sua maioria, assassinos e estrupadores?

E pra deixar ainda mais duvida, saiba que o STF determinou que as famílias desses bandidos/assassinos/estupradores sejam INDENIZADOS pelo Estado. Ou seja, eles que mataram, roubaram, estupraram pessoas antes de irem presos e acabarem mortos pelos seus algozes, ainda vão virar fonte de renda para suas famílias. É pra deixar qualquer um furioso.

Cabe aqui uma pergunta: a família daqueles que foram vitimas nas mãos de bandidos recebe ou recebeu alguma indenização do Estado? A família dos policiais que forma mortos por bandidos recebem ou receberam alguma indenização do Estado? Você que está lendo esse artigo conhece algum caso? Caso conheça, favor deixar nos comentários.

Esse artigo tem a intenção de chamar atenção para essa hipocrisia, tanto dos Direitos Desumanos, da extrema esquerda, do governo brasileiro (seja municipal, estadual ou federal), da nossa justiça e da midia tendenciosa para o fato de terem verdadeira predileção por bandidos e simplesmente ignorarem o cidadão de bem. É revoltante ver como vemos o lado podre da sociedade ser tão bem tratado. Dá nojo.

O que aconteceu em Manaus era algo esperado. Afinal, colocar facções rivais no mesmo espaço só poderia acontecer algo desse tipo. Diga-se de passagem que a FDN é a terceira maior facção criminosa do país, atrás apenas do CV e do PCC. Quem colocou no mesmo espaço essas criaturas, simplesmente assinou um atestado de óbito para eles. Como dito, era questão de tempo. E aconteceu. Agora, quem fez isso vai assumir? Mais fácil o Saci cruzar as pernas.

Agora, é duro você ver os representantes da extrema esquerda dizerem que a culpa do que aconteceu em Manaus é de Temer e Sérgio Moro. É demais não?

Obs: algo muito estranho acontece nesse presidio de Manaus. Apesar de o sistema prisional ser gerido pelo poder público, nesse presidio em especial quem toma conta é uma empresa particular, uma tal de Umanizzare. Alguém poderia explicar isso?

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018