O muro da discórdia de Donald Trump | Politicos Do Brazil
O muro da discórdia de Donald Trump
Por admin
30/01/2017

Apesar da choradeira recorrente da esquerda norte-americana, em especial a grande mídia, Donald Trump venceu com um pé nas costas as eleições presidenciais. Sim, acreditem, lá também tem a esquerda pra atrapalhar o país e seus habitantes. Verdade que não são tão chatos como em alguns países sul americanos (tipo Brasil), mas também fazem seu barulho.

Desde as prévias, passando por entrevistas e depoimentos para grandes meios de comunicação, Trump sempre foi incisivo em suas palavras, nunca fugindo de perguntas e sempre deixando claro sua opinião sobre diversos temas e mostrando ipsis literis como seria seu governo, caso fosse eleito.

O presidente americano repetiu exaustivamente que, quando fosse eleito, um muro entre as duas nações seria uma de suas primeiras “obras”. Mas como seria esperado, suas palavras foram totalmente deturpadas. Segundo alguns canais de comunicação esquerdistas, a construção do muro iria ferir o principio de democracia, que os norte americanos tanto defendem desde que se tornaram uma nação independente. Chegaram ao cumulo de mencionar uma possível xenofobia do presidente eleito, uma afirmação tão ridícula que causa constrangimento alheio.

Apesar de existirem muitos mexicanos em território americano, muitos de forma ilegal, a construção de um muro pra dividir as duas nações foi aceita por aqueles que em Trump votaram, incluindo nesses eleitores os próprios mexicanos.

Trump foi bem claro quando disse que a construção do muro não é pra dividir, nem causar chagas na democracia e muito menos caso de xenofobia. Ele será construído para dificultar SIM a entrada de imigrantes mexicanos ILEGAIS. Ou seja, ele não vai deixar QUALQUER mexicano entrar no país, apenas aqueles que forem por meios legais. Será que é tão difícil para a mídia esquerdista americana entender isso? Deve ser difícil aceitar que, aquele que eles tanto tripudiaram, hoje é o 45º presidente da maior nação do mundo. Só pode.

O presidente mexicano Enrique Peña Nieto, é claro, repudiou a construção do muro e uma certa “rusga” foi criada entre os dois presidentes, a ponto de Trump mencionar que se o presidente não apoiasse a construção do tal muro, seria persona non grata em Washington.

Agora, é curioso essa situação criada pelo presidente mexicano… acaso ele se esqueceu que o México construiu um muro na divisa com a Guatemala??? Isso tem uma explicação: complexo de grandeza. O México se acha maior do que os outros países latino americanos simplesmente porque se consideram norte-americanos e com isso estariam no “mesmo patamar” de EUA e Canadá. Quanta inocência… como dizia o Capitão Nascimento: “nunca serão!”

muromexicoguatemal

A ex primeira dama e candidata derrotada (ainda bem para os americanos) Hillary Clinton também deu seu show de mimimi ao se referir ao citado muro. Disse que era um absurdo, também disse que era uma afronta à democracia, que iria abalar as relações entre os dois países, etc, etc, etc… mas por que ela não deu esse chilique todo quando foi construído um muro na divisa com a cidade de Tijuana??? Porque o muro foi erguido pelo seu marido Bill Clinton. Muito comodo, não???

murotijuanaeua

A construção do muro entre os dois países tem um motivo. Não é algo pensado apenas para dividir nações, sem nenhum esmero, apenas por xenofobia, como diz a mídia esquerdista americana e alguns políticos da ala democrata (majoritariamente esquerdistas). Nada disso. Como dito no começo do artigo, o mote é simplesmente impedir que imigrantes mexicanos ilegais entrem no EUA “à rodo” e fomentem o comércio de drogas, armas e a violência não tenha controle.

Quem sabe algum dia, um presidente brasileiro faça o mesmo e feche as fronteiras com países vizinhos, que servem de rota para entrada ilegal de drogas e armas? Utopia, né? Afinal de contas, quantos políticos não se beneficiam desse comércio ilegal??? Muitos! E muitos tem cargos importantíssimos na política nacional.

Mencionando a politica nacional, os jornais esquerdistas brasileiros (Veja, Folha, etc) e alguns políticos da mesma laia também estão criticando o muro de Donald Trump. Mas por que diabos não criticaram o muro de Dilma Rousseff???

Antes de terminar o artigo, não podemos deixar de mencionar o que disse o Papa Francisco. Ele simplesmente comparou Trump à Hitler.

Com todo respeito que o Papa merece, ainda mais pelos católicos de todo mundo, ele não deveria ter feito essa comparação absurda. Quem conhece um pouquinho só da história de Hitler e o nazismo, sabe muito bem que eles são extremamente antagônicos. São como água e óleo. Se for pra comparar Hitler com algum político mundial, exemplos não faltam, inclusive um certo cidadão brasileiro que foi presidente da nação por 8 anos…

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018