Quem é Gleisi Hoffmann? | Politicos Do Brazil
Quem é Gleisi Hoffmann?
Por admin
20/02/2017

Esse artigo tem um grande motivo de ser: prestar uma “homenagem” e mostrar um pouco dessa figura icônica da nossa política tupiniquim.

Essa “sinhoura” que saiu lá dos cafundós de Curitiba, capital do Paraná (terra do editor do blog), e hoje é uma “respeitada” senadora, uma mulher que representa de maneira colossal as mulheres desse nosso emergente país. Aquela que sempre levanta a bandeira do feminismo, do empoderamento feminino, que está sempre ao lado dos pobres e oprimidos, dos negros, dos gays, do pessoal LGBT, enfim, está sempre ao lado das ditas “minorias”!

Uma mulher de fibra, que casou com um homem de uma honestidade inoxidável, que conseguiram vencer na vida juntos, sem nunca atrapalhar a vida de ninguém, muito menos se locupletar de algo que não são deles. Uma mulher exemplo!

De quem estamos falando??? Oras, da proba Gleisi Hoffmann, uma mulher sem nenhuma suspeita que paire sobre ela.

Quem conhece o blog sabe que todas essas palavras foram carregadas de ironia e muito sarcasmo.

Evidente que dona Gleisi Hoffmann, a “narizinho”, não é nada disso. Muito pelo contrário.

A dita senadora é uma das figuras mais abjetas da nossa política. Uma mulher desprezível que faz uso de sua condição de senadora para proferir as mais inacreditáveis palavras que caem em cima de tudo e todos. Ela não escolhe a quem se dirigir de maneira jocosa e as vezes até agressiva.

Pra quem não sabe ou teve alguma curiosidade de saber, dona Gleisi é advogada de formação e talvez por isso, se ache no direito de afrontar algumas pessoas quando tem o microfone à sua frente. Tentou fazer isso com doutora Janaina Paschoal (uma das cabeças pensantes por trás do pedido de impeachment de Dilma Rousseff), mas tomou uma resposta avassaladora, que lhe deixou totalmente desconsertada. Ela ficou sem chão. Bem feito! Falou o que quis, ouviu o que não queria…

gleisiantesdepois

Gleisi, que ganhou esse nome por causa da atriz Grace Kelly, começou sua turbulenta carreira política no PCdoB (desde sempre uma comunista incorrigível) lá por 1983 e teve como influência ideológica o porco comunista Karl Marx. Em 1989 adentrou ao PT e lá mostrou suas verdadeiras garras. De moça recatada em sua infância, se mostrou uma pessoa agressiva com as palavras e principalmente com seus opositores, mesmo que as vezes sua fala seja carregada de pura ignorância tanto politica como social.

Por mais estranho que possa parecer, não se tem registro de algum cargo “menor” na politica que ela tenha desempenhado. Não se tem noticias dela como vereadora, prefeita, governadora, nada do tipo. Pra ser mais preciso, sua “carreira politica” começou mesmo em 1999 (aos 34 anos) como Secretária de Reestruturação Administrativa do Mato Grosso Do Sul. Não perguntem o porque dela, nascido no Paraná, ter um cargo politico no MS. Mais uma maluquice na vida politica dessa mulher.

Ela ficou apenas 1 ano no cargo, saindo em 2000. Em 2002, não se sabe como, ela fez parte da equipe do ex presidente Lula, ganhando com isso o cargo de diretora financeira da Itaipu Bi Nacional, obstante o fato de ela não saber nada de economia, evidente que o cargo lhe foi dado por pura “admiração” e “lealdade” ao ex presidente. Vocês não acham?

Ficou lá por 4 anos quando tentou seu primeiro cargo eletivo (já tinha 41 anos) de senadora. Perdeu, mas como premio de consideração foi nomeada presidente do PT no Paraná. Fez sua segunda tentativa para um cargo eletivo, dessa vez como prefeita da cidade de Curitiba, mas foi derrotada por Beto Richa. Talvez ai tenha começado uma rivalidade histórica. Ela não suporta o atual governador do Paraná.

Em 2010 conseguiu finalmente, e por falta de inteligencia dos paranaenses, se eleger para senadora. Assumiu o cargo em 2011, mas se licenciou no período de junho/2011 até fevereiro/2014 para ser Ministra Chefe da Casa Civil do governo da ex presidente Dilma. Foram praticamente 3 anos a frente de um dos mais importantes cargos da presidência da República. Detalhe: ela continua senadora. Seu mandato vai até 2018. Provavelmente não será reeleita. Os motivos? Continuem lendo…

Gleisi Hoffmann é casada com Paulo Bernado, com quem tem 2 filhos, sendo um casal. Até ai nada de mais, senão fosse o caso de seu marido ser o mentor principal atrás do roubo das aposentadorias, muito veiculado em todos os meios de noticia em terras brasileiras e até estrangeiras.

Segundo consta, ele arquitetou um plano maquiavélico e surrupiou na mão grande nada mais que 100 milhões de reais. Não, vocês não leram errado… é isso mesmo! São 100 milhões de reais desviados de aposentados! Uma verdadeira canalhice de proporções inimagináveis. Jamais, em 500 anos, alguém ouviu falar ou leu alguma coisa semelhante. Nojo completo desse cidadão.

gleisibernardo

A senadora foi uma das mais vorazes defensoras de Dilma Rousseff quando do processo de impeachment. Repetia, como hiena amestrada que é, que a ex presidente era vitima de um “gópi” orquestrada pela elite reacionária, pelos coxinhas, pelos batedores de panelas, pela direita burra e fascista, enfim, ela abriu a latrina e soltou tudo que veio em sua mente. Mente perturbada, por sinal…

Lanço um desafio aqui… se algum eleitor ou a própria Gleisi souber o que significa fascismo e fascista, deixe nos comentário. Continuando…

Chegou ao cumulo de dizer que no Senado não tinha ninguém honesto (lógico que ela se colocou no meio, sem perceber) que pudesse tirar Dilma do poder. Berrou, fez escândalo, esperneou, deu showzinho, só faltou ficar pelada, mas não adiantou pois o impeachment se confirmou.

A “narizinho” foi indiciada pela PF em 2016 por suposto desvio de 1 milhão de reais, propina oriunda de contratos com a Petrobrás. Eita mulher que gosta de um dinheiro fácil…

Apesar de sua “aura” de mulher honesta e ilibada, a moçoila é ré numa ação no STF (o puxadinho do PT) em denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República, em mais uma das fases da Operação Lava Jato.

Gleisi Hoffmann é hoje, sem dúvidas, a antítese do que um político deve ser. Ela se locupleta descaradamente do dinheiro alheio, advindo de impostos, usa seu cargo para amedrontar os civis, mesmo que na maioria das vezes ela leve a pior, e mais ainda, usa de sua falta de educação e ignorância plena para denegrir a imagem daqueles que pensam diferente dela. Muito provavelmente ela tenha aprendido isso lendo “O Manifesto Comunista” do porco Karl Marx.

Fato é que a cidadã é uma figura estrambólica da politica nacional, uma mulher que não merece o minimo de respeito (politicamente falando) e não representa em nada a inteligência e sutileza da verdadeira mulher brasileira. Por isso que as mulheres que ouvem essa cidadã falar que luta pelos seus direitos, devem sentir-se envergonhadas disso. O que ela representa é apenas a si mesmo. Ela pensa em si, nada mais… sempre foi assim e sempre será. Por isso, esperamos sinceramente que sua estadia em Curitiba esteja muito perto de se concretizar e, pra felicidade ainda maior, que não consiga se reeleger no Senado Brasileiro.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017