Caso Adriana Ancelmo: a justiça brasileira é uma piada! | Politicos Do Brazil
Caso Adriana Ancelmo: a justiça brasileira é uma piada!
Por admin
30/03/2017

Se tem algo que é quase uma unanimidade entre os brasileiros, quiça habitantes de todo mundo, é de que a justiça é formada por palhaços e palhaças de índole duvidosa.

Mas por que dizem isso? Simplesmente porque é a pura verdade. Uma verdade inoxidável, inexorável e indiscutível.

Mais precisamente em nosso querido país, temos casos escabrosos que mostram o quão bostejante são nossos magistrados que decidem aqueles que devem ser presos e aqueles que devem deixar a prisão.

É preciso fazer um adendo aqui: não iremos comentar sobre a situação do sistema prisional brasileiro. Isso é um assunto que poderá ter um artigo vindouro, mas por enquanto não temos o menor interesse em tocar nisso, porque além de dividir opiniões, é um assunto deveras polemico.

Continuando…

Vamos focar especialmente no que tange a classe politica brasileira e sua estreita e perigosa relação com aqueles que usam a toga, muitos que acabam legislando em favor de seus “amigos” da esfera politica/social em todos os níveis.

Já comentamos AQUI sobre o caso do senhor Lula que simplesmente mandou a justiça tomar no c*, num video gravado pela escrotifera Jandira Feghalli. Apesar do video, nada aconteceu com o sr Lula.

O ocorrido com a ex presidente Dilma Rousseff também merece ser comentado. Quem não se lembra que, mesmo tendo sofrido impeachment, ela conseguiu continuar com seus direitos políticos preservados, numa demonstração clara de extrema falta de respeito com a Constituição Federal? Os autores da proeza? Os mesmos senadores que a cassaram. Uma aberração judiciária que fere mortalmente a nossa CF.

Nesse ano de 2017, já tivemos 2 casos de repercussão nacional que fazem aqueles que tentam de todas as maneiras fazer a coisa certa, andar sempre do lado claro da força, ter ânsias de vomito. São 2 casos que irão entrar para a história judiciária brasileira e certamente farão os juristas antigos de nossa sociedade se revirarem em suas tumbas.

O primeiro é o caso do goleiro Bruno. Condenado a 22 anos de prisão pelo homicido e ocultação de cadáver de sua amanete Eliza Samúdio, o cidadão ficou apenas 6 anos preso. Isso gerou grande revolta em boa parte da população honesta desse país. Claro que sempre tem os babacas que, por mais estranho que pareça, apoiaram a decisão e chegaram ao cumulo de tirar “selfies” com o goleiro assassino.

Adivinhem que mandou soltar o goleiro assassino??? Um cidadão chamado Marco Aurélio de Mello. Não ligaram o nome à pessoa? Ele é um dos ministros do STF, o famoso Supremo Tribunal dos Farsantes. Segundo sua “excelência”, o goleiro ficou muito tempo preso por se tratar de uma prisão preventiva e não tinha nada, nadica de nada, que justificasse sua prisão. Claro que o fato de ter mandado matar uma pessoa, ocultar o cadáver e dar partes do corpo para os cachorros comerem, não configura de forma alguma uma justificativa de prisão, não é mesmo senhor “magistrado”?

E o caso mais atual dessa patifaria que se tornou a justiça brasileira vem do Rio de Janeiro, outrora um dos lugares mais lindos do país. Todo mundo, ou quase, ficou sabendo da prisão da dona Adriana Ancelmo, mulher do senhor Sérgio Cabral, certo?

Pois bem, a dita cuja foi enquadrada em vários crimes, entre eles: corrupção passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e organização criminosa. Todos os crimes foram imputados a ela e seu marido. A dupla Bonny & Clyde de terras tupiniquins.

Os advogados da distinta senhora entraram com recurso pedindo para ela cumprir prisão em liberdade. O motivo alegado? Seus filhos não poderiam ficar sem a presença dos pais (pai e mãe) por se tratarem de 2 menores de idade.

Por mais inacreditável que possa parecer o pedido, visto que evidentemente essas pessoas gozam de condições financeiras (por meio de desvios de dinheiro público) para dar uma criação ímpar para seus 2 filhos, o pedido foi aceito e dona Adriana Ancelmo estava em vias de voltar para sua humilde residencia no bairro periférico do Leblon.

Massss o TRF, acatando pedido do Ministério Público, desautorizou a soltura da mulher de Sérgio Cabral. Evidente que essa noticia foi recebida com muita alegria pelas pessoas honestas do país, tendo em vista que soltar essa mulher iria configurar fazer da população um bando de palhaços, e mostrando que a justiça realmente é para poucos que podem pagar por ela…

Massssss eis que nossa justiça mostrou mesmo que não passa de um bando de palhaços vestindo toga e recendo altos salários, pagos com impostos, e decretou novamente a soltura dessa mulher honestissima, convertendo a pena em “prisão” domiciliar.

Tenham calma! Ela continuará presa! E mais, não terá direito de assistir televisão, usar celular, tablet, notebook, wi-fi e ficará incomunicável com o mundo lá fora. Tudo isso dentro de uma pequena casinha no bairro modestíssimo do Leblon!!! Ah, e tem mais… a tarefa de não deixar parentes e amigos adentrarem ao seu cafofo com celulares ou quaisquer outro produto tecnológico ficará a cargo do porteiro do prédio. Oras, escolheram a melhor pessoa para essa árdua tarefa, vocês não acham???

Ah, a decisão foi dada pela juíza do STJ Maria Tereza de Assis Moura (guardem esse nome). E mostrando que foi uma decisão dificílima, de proporções hercúleas, a decisão foi dada em dos países mais inóspitos do mundo, de uma pobreza extrema, violência descontrolada e onde as pessoas são vistas com péssimos olhos pelo mundo… a decisão saiu de uma sala pequena na cidade de Paris. Fiquei com dó dessa juíza… estou chorando aqui…

ministra

Correção: na imagem aparece ministra, mas o cargo é juíza. A cagada continua a mesma…

Vejam bem… citamos 3 casos famosos que mostram o total comprometimento que a nossa justiça, obstante seu grau, tem com a nossa classe politica brasileira, ainda mais quando esses políticos gozam de enormes condições financeiras. O caso Bruno é um ponto fora da curva no que tange a dinheiro público, mas mostra de maneira visível que nossa justiça tem entre seus membros pessoas desprovidas de inteligencia, de caráter e de vergonha na cara.

Aquela imagem que mostra a “justiça” com os 2 olhos vendados numa alusão de que ela é cega e é igual para todos é uma falácia. A justiça serve aquele que tem mais poder, seja economico, seja midiático. Essa é a mais pura e cruel verdade. A justiça brasileira é uma piada!!!!

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017