Caso Jean Wyllys x Bolsonaro: a ética foi pro espaço! | Politicos Do Brazil
Caso Jean Wyllys x Bolsonaro: a ética foi pro espaço!
Por admin
06/04/2017

Uma noticia no mínimo cretina tomou conta dos noticiários televisivos e das redes sociais nessa semana.

Essa noticia só nos mostra exatamente o quão desprovidos estamos de ética nesse país. Uma palavra tão pequena, mas que representa muito para aqueles que tem e nada para aqueles que não tem.

E por uma baita coincidência, ela tem como ator principal uma certa figura esquizofrênica e deprimente da nossa política nacional. Uma dessas bizarrices que saem de programas ridículos que inundam a televisão brasileira.

Já falamos muito do senhor (sim, ele é homem) Jean Wyllys aqui. Na verdade, demos até espaço demais para ele e fomos criticados por isso. Mas fizemos apenas nossa obrigação de bater de frente com esses canalhas que drogam as mentes de pessoas inócuas e que veem no figura alguém que os representam. Cada um com seus ídolos, né?

Clique AQUI, AQUI, AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI para ler um pouco sobre esse ser rastejante.

Em um dos artigos citados acima falamos sobre um caso tenebroso que tivemos na Camara dos Deputados em Brasília. Vocês provavelmente ainda tem em mente aquela cena dantesca onde o ex BBB Wyllys desferiu um cuspe (repito: UM CUSPE) em direção ao deputado Jair Bolsonaro, tudo isso dentro do espaço parlamentar. Claro que por ser uma pessoa covarde, ele fez isso e virou as costas, saindo de fininho, sem esperar pela resposta de Bolsonaro. Tipo aqueles cachorros que fazem alguma besteira e depois saem com os rabos entre as pernas.

Pois bem, ato feito e ele disse que faria de novo, caso tivesse uma outra chance, o episódio deplorável deixou muita gente indignada, tanto entre os parlamentares como as pessoas “comuns”. Evidente que entre seus pares, Jean teve muitos votos de amizade, pessoas que ficaram em êxtase com a atitude do rapaz e se viram representados naquele momento, já que seu “herói” ou heroína, sei lá, fez algo que eles sempre tiveram vontade de fazer. Obstante de ser uma atitude nojenta e de total falta de respeito.

Isso posto, um processo disciplinar estava correndo dentro da Camara dos Deputados. Esse processo estava sob custódia da Comissão de Ética (?) da casa e visava apurar os acontecimentos e dar uma punição para o Bob Cuspe de Salvador.

Infelizmente a Comissão de Ética (?) é formado por sua maioria de parlamentares da esquerda, ligados ao PT ou adjacentes. E isso foi preponderante para a absolvição do deputado ex BBB.

Foram 9 votos favoráveis a não punição de Jean Wyllys e apenas 4 pela sua punição. Infelizmente tomamos outro 7×1.

Na arte abaixo, você pode ver quais os parlamentares que votaram, como votaram e quais seus partidos. Deixamos aqui os parabéns para os que votaram a favor de uma punição.

jairxjean

Essa decisão no mínimo patética dessa Comissão escancara algo perigosíssimo para nossa dita “democracia”. Ela mostra visivelmente 2 situações:

1- Cuspir em alguém, pelo menos dentro da Camara dos Deputados é algo normal e não terá punição alguma. Eles tem sua própria “justiça” paralela. Mas isso nem causa espanto, já que até morte teve ali dentro e o assassino nem preso foi.

2- Essa decisão mostrou de uma vez por todas que a classe política está pouco se lixando para a opinião popular e mais ainda, pouco se importando com o principio básico do respeito entre os cidadãos.

Uma decisão equivocada, carregada de muita ideologia partidária/política e que lapidou toda e qualquer ideia de respeito que as pessoas poderiam um dia ter sobre nossa classe política. Eles simplesmente jogaram tudo no lixo. Coisas de um modo de governo podre e de mentes perturbadas que, infelizmente, permeiam toda nossa política nacional do nosso Brasil varonil.

A única coisa que aconteceu com ele foi receber por escrito uma advertência. E acreditem ou não, mesmo depois de toda essa celeuma, o carcomida parlamentar disse que faria tudo de novo. Ele diz que não se arrepende de nada e que, caso a situação pedir, ele cuspiria novamente no rosto de Bolsonaro. Assim, sem qualquer pingo de arrependimento, sem demonstrar nenhum constrangimento em uma entrevista dada logo após a decisão que o absolveu de algo mais grave.

A probabilidade de Jean Wyllys não se reeleger numa próxima eleição para a Camara é grande. Mas mesmo que um dia isso aconteça, é muito provável que ele continue sugando o dinheiro público em algum cargo qualquer de alguma prefeitura ou governo desse nosso imenso país. Uma pena.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017