O Brasil precisa de uma reforma política. Pra ontem! | Politicos Do Brazil
O Brasil precisa de uma reforma política. Pra ontem!
Por admin
26/07/2017

Nosso país é um caso a parte no mapa mundi. Aqui somos contemplados com toda sorte de dificuldades, resquícios ainda da nossa descoberta pelos portugueses, naquele longínquo ano de 1500.

Já fizemos vários artigos dissecando essa dificuldade que nossos habitantes passam. E se tem algo de que ninguém, ou pelo menos uma boa parcela, não discute é de que pelo menos 50% de nossas dificuldades diárias do dia a dia nos foi imposta pela nossa casta política. Faz-se necessário deixar claro que os outros 50% ficam na conta do próprio povo. Ninguém aqui vai nos convencer de que o povo brasileiro não é, de longe, um dos piores do mundo quando o assunto é civilidade, patriotismo, fazer bem ao próximo, enfim, somos sim uma nação conhecida pelas práticas ruins. Mas isso é assunto para outro artigo…

Nossos políticos vem desde sempre colocando em prática a terrível arte de humilhar seu povo. Das mais absurdas maneiras, eles tem um gosto peculiar de fazer o povo se sentir abaixo da linha que divide a dignidade e a falta de pudor. São campeões mundiais nesse quesito.

Fazem questão também de ignorar a vontade de seu povo. Fazendo e desfazendo por baixo dos panos, à custa de muito dinheiro público que escorre por entre seus dedos, deixando aquele coitadinho que vive na rua sem a menor esperança de um dia sair daquela situação.

Mas por que diabos isso acontece? A resposta é simples. O Estado é muito inchado. E sendo inchado, a teta é muito gorda, por onde indubitavelmente sairá muito leite, amamentando várias gerações de políticos sem a minima moral. Concordamos nisso? Continuemos…

A politica nacional tem vários problemas. Isso ninguém pode negar. Uma delas é algo que vem tirando o sono dos brasileiros desde sempre. A tal reforma política que, não se sabe ao certo, nenhum político tem culhões pra tocar no assunto.

refpol1

Ops, espera aí… um minuto para reflexão. Na verdade, tivemos um político que tocou sim nessa ferida. O grande problema é que esse mesmo político, assim que conseguiu o intento de virar presidente da República, simplesmente jogou sua promessa na vala comum e fez o mais do mesmo, ou seja, enganou os incautos. Sim, ele falou que faria uma reforma política assim que virasesse presidente. Falou em todos seus programas tanto na TV quanto no rádio. Mas se tratando de Luiz Inácio da Silva, alguém realmente não burro poderia acreditar que ele fosse fazer isso? Não fez.

Aqueles que idolatram o senhor Luiz Inácio e estão lendo esse artigo podem pensar que a reforma política não é tão importante assim e por isso o cidadão acabou deixando passar. Por longos 13 anos, pois esse foi o tempo que o PT ficou no poder.

Temos que dizer a esses chucros que a reforma política é importante sim! Principalmente num país com dimensões continentais como o nosso.

Um ponto importantissimo, aliás 2 pontos, que o blog acha que deveriam ser amplamente discutidos numa reforma política diz respeito ao número exagerado de deputados federais e senadores que temos em terras tupiniquins. PQP! Por que precisamos de 513 deputados federais e 81 senadores???? Alguém tem capacidade de responder isso???

Fazendo uma conta rápida, chegamos ao incrível numero de 19 deputados federais por estado (contando o DF) e 3 senadores por estado (incluso DF). São números absolutamente fora da realidade para um país que tem necessidades urgentes e é obrigado a gastar uma parte gigantesca de recursos no pagamento de salários, além das mais diversas mordomias para esses “representantes do povo”. No caso dos senadores, dá até um frio na espinha quando lembra-se que eles tem um mandato de – suspiro – 8 intermináveis anos!

Tanto a Câmara dos Deputados quanto o Senado Federal são instituições com mais de 190 anos de desserviços prestados ao povo brasileiro. Evidente que nos primórdios eles não tinham esses números assombrosos em suas cadeiras, eram outros tempos e o Brasil ainda engatinhava como país. Mas, proporcionalmente falando, ainda assim eram números no minimo de dar vergonha.

Não precisamos falar aqui da corrupção desenfreada que assola tanto a Câmara quanto o Senado, basta dizer apenas o nome de um representante de cada casa, apenas Rodrigo Maia e Gleisi Hoffmann, só por esses nomes se tem uma ideia do tamanho do buraco corruptivo que temos.

A proposta para ao menos diminuir essa ratoeira que se tornaram essas duas casas da luz vermelha é a seguinte: diminuir de 513 para 54 o número de deputados federais, ou seja, caindo de 19 para apenas 2 representantes por estado (contando o DF) e para o Senado a mudança seria ainda mais drástica, passando dos atuais 81 para apenas 27, ou seja, 1 representante por estado (incluso DF).

Aqueles (as) que adoram um Estado inchado, adeptos do socialismo na mais pura vertente, irão puxar os cabelos agora. Terão o famoso ataque de pelanca. Claro, quem gosta que o Estado domine a vida do cidadão, jamais vai aceitar essa perca da mamata explicita.

Para eles (as) temos um recado: que se danem! O pensamento aqui é sempre em prol do país. Fazer esse enxugamento na máquina pública trará uma economia gigantesca aos cofres públicos. Dinheiro que será muito bem vindo para ser injetado em áres cruciais em todas nossas cidades, tais como saúde, segurança, educação e moradia.

O brasileiro que se preocupa com seu próximo, vai entender e apoiar nossa ideia. Aqueles que não apoiam, pedimos que peguem o primeiro avião com passagem só de ida para Cuba, Coreia do Norte, Angola, Venezuela, Bolivia ou qualquer outro país que trata seu povo como inimigo.

Ah, quase íamos esquecendo… além de diminuir drasticamente o numero de deputados federais e senadores, mais uma ideia nossa é a de NÃO haver reeleição para NENHUM nível politico. Em outras palavras, aqueles que se elegem, cumprem seu mandato até o fim e ficam INELEGÍVEIS por um período de 12 anos. Afinal, política não é profissão, então que se use a política para ajudar quem precisa e dê espaço para outras pessoas fazerem o mesmo.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017