Luciana Genro esculacha Lula e o PT | Politicos Do Brazil
Luciana Genro esculacha Lula e o PT
Por admin
30/07/2017

Se tem uma figura que é, de longe, uma das mais nefastas da nossa tão ladroeira politica, essa figura atende pelo nome de Luciana Krebs Genro, ou para os simpatizantes apenas Luciana Genro.

Ela que tem o pedigree nojento da família Genro, tão bem representando pelo seu pai, o petista de 4 costados Tarso Genro (que simplesmente quebrou o Rio Grande do Sul), começou sua trajetória politica no PT ainda quando o partido engatinhava e lá ficou por longínquos 18 anos, acabou por sair (expulsa) do partido e como todo socialista que se preze e adora o poder, acabou por fundar o PSOL (Partido Socialismo e Liberdade), que nada mais é do que uma linha auxiliar do próprio PT. Curiosidade: como pode haver liberdade dentro do socialismo???

Já fizemos um artigo sobre essa figura controversa, que você pode ler aqui.

Assim como Marta Suplicy, que bebeu da fonte petista e quando saiu, rogou as 7 pragas do Egito pra cima do partido e até pra cima do seu outrora ídolo Luiz Inácio da Silva, não é que dona Luciana “eu apoio Maduro” Genro fez a mesmíssima coisa???

A história mostra que a esquerda mundial não tem o menor pudor ao dizer que não é adepta de agradecer aqueles que um dia lhe estenderam a mão. Assim foi com Lenin, Stalin, Fidel, Chavez, Maduro, Pol Pot, Lula, Dilma, etc… e como boa representante dessa esquerda peçonhenta, a senhora Genro também achou por bem criticar ferozmente o partido que lhe abriu as portas da política e mais ainda, esculachar o homem que foi praticamente um pai pra ela. Bom, pelo menos era essa impressão que dava quando se via ela e Luiz Inácio juntos em diversos eventos com lideranças politicas da esquerda.

Ela se mostrou bem agressiva em suas palavras… fizemos um apanhado dessas frases, que vocês podem ler logo abaixo.

Sobre a saída de Temer, com a possível ajuda do PT: “O PT não tem interesse em tirar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes pra quem vier depois”

Sobre a chance de afastamente do presidente, acusado de corrupção: “Eu teria esperança se houvesse uma grande movimentação popular, empurrando a Camara para abrir esse processo”

Sobre a chance de cassação da chapa Dilma – Temer: “A cúpula petista não se mexeu para evitar o esvaziamento da ruas. Ali o Temer poderia ter caido pois havia clima poolítico pra isso”

Sobre a critica de Luiz Inácio ao PSOL, dizendo que o partido precisa para de frescura: “Lula entrou tanto no mar que se afundou, porque mergulhou na lama da corrupção”

Luciana Genro diz também que Lula perdeu as condições de se apresentar como um candidato de esquerda para 2018 porque “quando empreiteiras pagam milhões a um metalúrgico, ele deixa de pertencer a sua classe de origem. Vira um agente dos interesses do andar de cima.”

É preciso destacar que Luciana teve todo esse ataque de pelanca porque Luiz Inácio fez duras criticas ao PSOL, senão ela continuaria quietinha no canto dela, sem atacar ninguém, sempre fazendo o papel de sonsa, esperando uma chance para embarcar em alguma “boiada” que lhe favoreça financeiramente.

Isso é uma verdade incontestável, ou por acaso alguém tem noticias dela criticando os 13 anos de governo petista??? Sinceramente não lembramos de nada parecido.

Mas mesmo se tratando desse senhora, sempre tem alguma coisa de boa que pode ser pinçada e aproveitada. Nesse mesmo discurso de ataque ao PT e principalmente ao senhor Luiz Inácio, ela disse duas coisas extremamente interessantes e que devem ser levadas a sério.

Segundo a representante psolista, ela não acredita que o senhor Luiz Inácio seja vitima de perseguição politica e pontua que é totalmente favorável a Lava Jato (será?), defendendo a operação até o fim, doa a quem doer. Palavras fortes, vindas de uma esquerdista com alma petista…

Agora, sem sombra de dúvidas, a frase mais importante que ela soltou durante essa entrevista é a de que ela não acredita em hipótese alguma das ideias petistas de que a operação Lava Jato seria uma manobra do imperialismo americano (esse fetiche da esquerda com esse negócio de imperialismo beira a doença) para destruir a esquerda brasileira. Segundo ela, se fosse assim Eduardo Cunha não estaria preso, assim como Temer não teria sido denunciado e muito menos vários políticos do PSDB estariam sendo investigados.

Essa é Luciana Genro, eterna defensora de ditaduras como em Cuba e Venezuela, mas incapaz de absorver criticas sinceras sobre seu partido, tendo reações histéricas e detonando seu partido de origem e seu outrora herói.

Como se pode notar, algo que a esquerda não tem é gratidão. Na primeira chance que tiverem, seus militantes não terão o menor pudor em apunhalar quem quer que seja pelas costas.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017