Governo Temer quer acabar com o auxílio reclusão! | Politicos Do Brazil
Governo Temer quer acabar com o auxílio reclusão!
Por admin
12/08/2017

O INSS comporta diversos tipos de benefícios que são concedidos aos cidadãos. Dentre esses podemos destacar o auxilio doença, o auxilio maternidade/paternidade, o defeso (dado aos pescadores), etc…

Dentre esses benefícios, um dos mais controversos e que gera uma série de polemicas em torno dele é o famoso auxilio reclusão. Como se pode notar, ele é um beneficio dado aos reclusos, mais precisamente a família desses reclusos. O “recluso” em questão é aquele que fica preso, enjaulado, atrás das grades, no xilindró…

De uma maneira mais correta de ser explicado, esse beneficio é concedido a família (esposa, filhos, enteados) de um preso que tenha contribuído de alguma maneira com o INSS, em bom português, que tenha trabalhado com carteira assinada.

A grande controvérsia que gera esse auxilio é que ele acaba acarretando um certo desconforto em nossa sociedade, porque a grande maioria defende que bandido não pode receber (na verdade é sua família que recebe) enquanto está preso. Muito pelo contrário, ele teria que pagar por sua estadia, pelo tempo que fica preso e come/bebe/dorme as custas da sociedade, invariavelmente pago pela própria família de sua vitima. Um verdadeiro descalabro. E fica pior quando sabemos que esse auxilio tem um valor maior do que o próprio salário mínimo.

Sendo bem sincero, se tem alguém que deveria receber um auxilio da sociedade, esse alguém é a família da vitima. Mas que nada, além de não receber um tostão sequer, ainda são enxovalhados pelo governo, que nem uma ajuda psicológica oferece.

Cerca de 2 anos atrás, fizemos um artigo mencionando a ideia de uma deputada do Acre (alo menino do Acre) que atende pelo nome de Antonia Lucia (PSC), onde ela propunha o fim desse acinte contra os cofres públicos e mais ainda, criaria um beneficio para os familiares das vitimas. Podem ler esse artigo clicando aqui.

O tempo passou e outros parlamentares quiseram se apropriar da ideia genial da deputada, entre eles o senador Alvaro Dias. E o pior, ele dava a entender que a ideia era somente dele. Mas não era. Que atitude feia do “nobre” senador…

Agora a ofensiva de dar um basta no tal auxilio reclusão parte do governo federal, na figura do presidente Michel Temer. Segundo cálculos do Ministério da Fazenda, o encerramento desse “beneficio” gerará uma economia estrondosa de 600 milhões em 2018. É muito dinheiro!

Segundo fontes fidedignas, a ideia é amplamente defendida por ministros, que levantam a questão de que o país está numa crise sem tamanho e por isso não tem o menor sentido ter “benefício” para preso. O que é uma baita verdade, diga-se de passagem! A proposta será encaminhada pelo governo por meio de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional), mas que precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional.

A grande verdade nessa história toda é que não tem o menor sentido termos esse tipo de beneficio em nosso país. É um tapa na cara da sociedade honesta saber que vai propor a um bandido, assassino, pedófilo, seja lá o que for, uma media de 5 refeições diárias, banhos de sol, atividades físicas, visitas intimas, etc, etc, etc e ainda por cima, fornecer um valor mensal para a família desses marginais! Isso não cabe numa sociedade moderna. E fica mais irritante ainda quando nos damos conta de que os familiares das vitimas são tratados como animais, sem assistência financeira e/ou psicológica.

Vamos aguardar para ver se a ideia será aceita no Congresso, porque é evidente que a turma do direitos dos manos vai se intrometer e fazer de tudo para essa lei não vingar, correndo o risco de ser engavetada e ficar lá pelas próximas gerações vindouras.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2017