Mulheres ganham menos que homens? | Politicos Do Brazil
Mulheres ganham menos que homens?
Por admin
08/03/2018

A mulher é o ser mais perfeito que DEUS colocou no mundo. Sim, é a criação em sua plenitude do criador. Saiu do homem, mas ficou 1 bilhão de vezes melhor.

Claro que temos mulheres que não valem o feijão que comem, que são péssimos exemplos da espécie e fazem vergonha aos olhos do criador quando de sua criação.

O dia internacional da mulher, criado por uma socialista (quem diria), marca toda essa maravilha  em torno das mulheres do Brasil e do mundo, dando a elas todo destaque que sempre mereceram, dando a elas direito que outrora não tinham e ensejando-as definitivamente em nossa sociedade. Hoje em dia muitas mulheres são pilastras dos lares, são elas que levam a comida pra dentro de casa, que seguram as pontas com as contas, que criam seus filhos muitas vezes sem ajuda do marido, que ainda encontram tempo para, depois da jornada de trabalho, fazer a dupla jornada cuidado da sua casa e fazendo o possível e as vezes o impossível para manter a paz dentro do lar.

Sendo bem realistas, elas merecem sim toda pompa e circunstância… ops, todas não… as tais feministas não representam a beleza e inteligência feminina e por isso são uma categoria que não merece o  mínimo de respeito pelos homens e sociedade em geral. Claro, quando mencionamos que não merecem respeito, não estamos aqui levantando bandeiras de agressão física ou verbal, nada disso, estamos apenas dizendo que elas não falam pelas mulheres e sim apenas por um grupo ou ativismo político que pouco se importa em lutar pelos direitos da classe feminina brasileira.

Isso posto, chegamos a um ponto crucial nessa história toda. Desde que as mulheres começaram a deixar seus lares para entrarem no mercado de trabalho e assim ajudar seus maridos na manutenção da casa, uma falácia vem ganhando proporções gigantescas. Esse tamanho todo que chegou se deve ao fato de que a esquerda fez e faz de tudo ainda para que isso se dissemine em todos os 4 cantos do nosso país.

Estamos falando da dita diferença salarial (?) que, segundo a esquerda, renega a mulher a condição de inferioridade perante os homens e as joga numa valeta de mediocridade e pequenez diante dos seres humanos masculinos.

Como dito acima, isso não passa de uma falácia, um embuste que não tem o mínimo fundamento! A verdade é que em empresas, as pessoas tem cargos diferentes e obviamente seus salários também são diferentes. Oras, não é admissível que um faxineiro (com todo respeito) ganhe o mesmo que um diretor de marketing, só pra citar um exemplo. Um não estudou, seja por qual motivo for, o outro estudou e se formou. E assim é, seja em qual empresa for, sempre terá essa diferença salarial para cargos com níveis diferentes de importância.

Em bom português funciona assim: na empresa X tem uma secretária que atende aos anseios do diretor de determinado departamento… como ela pode ganhar o mesmo que ele? Qual a lógica disso? Nenhuma! Assim também funciona com o inverso, ou seja, quando um assistente administrativo tem como sua encarregada de setor uma mulher. Ele não vai ganhar como ela. E obviamente ela ganhará mais do que ele. É algo tão simples de se entender que beira o ridículo ainda necessitar de explicações.

A esquerda, em sua plenitude, fica roxa de raiva com essa questão e bate sempre na mesma tecla de que a sociedade é machista e preconceituosa, sendo assim jogam pra escanteio as mulheres e não suportam a ideia de igualdade salarial.

Vejam… pra esquerda não existe essa de que um estudou mais que o outro, de que um se esforçou mais que o outro, enfim, pra eles é tudo igual e assim todos devem ser tratados de maneira igual. O nome disso é utopia e hipocrisia, porque entre eles mesmo não existe essa “igualdade”. Todos sabem que para a esquerda funciona assim: todos são iguais, mas uns são mais iguais que outros. Quer ter as mesmas chances? Tenha o mesmo nível de cargo, habilidades e, de preferência, de estudo.

Antes de terminar o artigo, queremos desejar um feliz dia das mulheres para todas as mulheres de verdade desse imenso país. Sim, de verdade, porque mulher pra ser mulher mesmo tem que ser feminina e não feminista.

 

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018