Datafolha confirma que Bolsonaro será presidente do Brasil! | Politicos Do Brazil
Datafolha confirma que Bolsonaro será presidente do Brasil!
Por admin
10/06/2018

Com a proximidade latejante dos programas eleitorais “gratuitos”, das propagandas eleitorais in loco e principalmente das eleições em si, os brasileiros tendem a prestar atenção desmedida nas tais pesquisas eleitoreiras. É natural do brasileiro.

E também é mega normal os institutos de pesquisa soltarem números que, invariavelmente, fogem e muito da realidade que as pessoas veem no dia-a-dia.

E hoje, com o advento das redes sociais, esse precipício entre o que diz os institutos de pesquisa e o que as pessoas enxergam ficou muito grande. Principalmente quando os pesquisadores parece que escolhem no par ou ímpar a quem entrevistar. É tipo um jogo. Eles vão para as ruas, com suas pranchetas, escolhem a dedo a pessoa para entrevistar e munidos de documentos meio tendenciosos para um determinado candidato, quase que dirigem a resposta da pessoa. Meio louco? Sim. Estamos no Brasil. Esqueceram?

Antigamente essas maluquices “pesquisatórias” eram gloria apenas do Ibope (lembram?). Aquele mesmo instituto presidido pelo Carlos Augusto Montenegro, que também foi presidente do Botafogo carioca, inclusive tendo sido alvo de denuncias mostradas na Record.

Muita gente (com mais de 40 anos) vai lembrar de uma pesquisa encomendada pelo Ibope para o governo de SP, já no longínquo ano de 1988, que dava como certa a eleição de Paulo Maluf a prefeitura de SP, para o período de 1989-1993. Maluf estava a muitos pontos na frente e Luiza Erundina vinha lá embaixo. Mas quando da contagem dos votos (que era manual, em cédula de papel), Erundina foi eleita . Outro fato dessa eleição é que Jânio, que era o prefeito,  nunca mais se candidatou a cargo algum. Um erro histórico do instituto que levou muita gente, até hoje, a não acreditar cegamente em pesquisas. Principalmente quando elas são “dirigidas”, como citamos acima.

Agora quem tomou o lugar do Ibope nessas pesquisas malucas é o DataFolha, uma vertente do grupo Folha, que edita o jornal de mesmo nome. E já tem erros históricos em seu currículo. O primeiro de todos foi a não eleição de Celso Russomano para prefeitura de SP em 2012, ano que culminou com a vitória do petista Haddad. Russomano liderou as tais pesquisas de cabo a rabo, mas no final ficou a ver navios.

Não satisfeita com essa derrapada, eis que nas eleições para prefeitura de 2016 cometeram o mesmo erro profético. E novamente o “preferido” pelo instituo se deu mal. Russomano sempre a frente perdeu a eleição na reta de chegada e nem como vice chegou, já que Doria venceu no primeiro turno o petista Haddad. Uma surra homerica. E um erro homérico do DataFolha.

Massssssss, toda regra tem uma exceção, não é mesmo?  E parece que dessa vez o DataFolha vai acertar! Aleluia!!!!

Nessas eleições de 2018 o cenário se mostra como amplamente favorável a eleição de Jair Bolsonaro. Isso nas redes sociais. Porque para os pesquisadores isentões da Folha o grande nome das pesquisas, inclusive a penúltima que saiu agora, é simplesmente o senhor Luiz Inácio. Oi? Não sabem quem é? Uma dica: ele está preso em Curitiba a 2 meses por corrupção passiva e desvio de dinheiro em algumas manobrinhas politicas. Mas ainda faltam 6 processos. Muito provável que seus 12 anos se transformem em no mínimo 20. Claro que já sabem quem é…

Então… como ele está preso, segundo a lei da Ficha Limpa que ele mesmo assinou, não poderia nem aparecer em pesquisas de intenção de votos, seja pra qual cargo politico for. Mas quem disse que isso é empecilho para o DataFolha mencionar seu mais querido pupilo politico? Que nada! Lei? Que lei? Lei é para os fracos, né Folha? Principalmente quando essa lei foi assinada pelo protegidinho querido.

Muito engraçado nessa porralouquice folhiana é que, na mesma pesquisa, caso o tio Luiz não esteja (não estará) apto a concorrer ao cargo, adivinhem que aparece em primeiro lugar, inclusive vencendo todos os adversários num eventual segundo turno??? Dicas: ela aparece de 4 em 4 anos, é chamada de melancia por ser verde por dentro e vermelha por fora, também chamada de curupira do Amazonas, e disse numa recente entrevista que “chegou a hora dela ser presidente”. Já adivinharam???

Exatamente! A senhora Marina Silva é a “escolhida” pelo DataFolha caso Luiz Inácio não possa ser candidato. Gostaríamos que isso fosse uma brincadeira de péssimo gosto, mas infelizmente não é.

Pode ser apenas uma coincidência, mas essas maluquices na pesquisa acontecem logo após o STF PROIBIR o voto impresso nas eleições. Detalhe: o voto impresso é um projeto de lei de Jair Bolsonaro. Dizem que ele nunca apresentou nada no longo tempo como deputado, né? Ele apresenta, o problema é que quase nunca vai a votação. E quando vai, pode passar na Camara que o STF proíbe. Assim é difícil demais…

Como se pode notar nesse artigo, Jair Bolsonaro vai enfrentar muitos percalços em sua candidatura. Começou com o processo ainda do caso Maria do Otário, ops, Rosário e agora parece que esse instituo de pesquisa DataFolha será mais um inimigo perigoso contra o deputado.

Mas como em tudo, sempre tem um lado bom, essa presepada do DataFolha só fez crescer o descontentamento em cima dos nomes de Marina, Luiz Inácio e outros menos citados, como Ciro, Manuela, Boulos, Alckmin e fez crescer muito a vontade de ver Bolsonaro como o próximo presidente de nosso país, isso está claro nas mídias sociais, que é um termômetro politico gigantesco.

Parece que o tiro vai sair pela culatra, para desespero de muitos…

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018