Crônica: chega de bandidolatria! | Politicos Do Brazil
Crônica: chega de bandidolatria!
Por admin
21/08/2018

O termo bandidolatria não existe no dicionário tupiniquim, mas ele expressa exatamente o sentimento de muitas famílias brasileiras, que estão cansadas de ver a marginalidade ser tratada com tanto carinho pelos nosso governantes.

O termo pode ser usado para servir como exemplo de uma pessoa que tem idolatria por bandidos. Você que está lendo o artigo, certamente deve conhecer alguém desse tipo. Aquele que, se ouvir dizer que bandidos tem que pagar com a própria vida a morte de alguém, logo começa a dar shows de histeria, puxando os cabelos e gritando aos borbotões, como se isso fosse sinal de pessoas inteligentes e preocupadas com o próximo. Claro que não. Quem se preocupa com o próximo sempre vai se preocupar com pessoas decentes e não com marginais. Fechado e assinado?

Isso sempre foi motivo de muita discussão em várias rodas de amigos pelo Brasil afora, por que não dizer também em terras estrangeiras? E o certo sempre estará errado e o errado sempre estará certo. E vice versa. Rsrsrs

Em 2015 fizemos um artigo exemplificando perfeitamente essa troca de valores que assola nosso país a pelo menos longos e intermináveis 15 anos. A bem da verdade, desde que um certo partido elevou ao poder, lá em 2003. Não precisamos e nem vamos mencionar qual partido é. Todo mundo sabe.

Continuando…

Nossos meios de comunicação também são invariavelmente inundados com essas situações esdruxulas. Quem não se lembra do tanto de criticas que Rachel Sheharazade (SBT) teve que escutar e ler quando mencionou que aqueles que tivessem ficado com pena do bandido, que fizesse o favor de adotar um bandido pra chamar de seu. O caso daquele bandido que foi amarrado e apanhou até o fim de sua vida, depois de ter cometido um crime na cidade onde residia. Oras, ela não foi radical. Ela externou seu pensamento e isso não merece critica alguma!

Outro caso emblemático foi da policial Katia da Silva Sastre. Falamos sobre o caso nesse artigo. Deu o que falar. Felizmente ela teve seu trabalho (eliminar um CPF) reconhecido. Até fora do país. Palmas pra ela. De novo.

Falar aqui de saidinha, indulto e outras benesses para bandidos é chover no molhado. Várias pesquisas já foram feitas sobre isso e em TODAS a população simplesmente abomina essas regalias. Isso apenas corrobora com a tese de que bandido gosta de ficar preso. Por que? Porque lá dentro ele será mais cuidado do que aqui fora. Sem falar que lá ele não tem obrigação alguma. Muito pelo contrário. Nossa PROSTIUIÇÃO FEDERAL de 1998 assegura todos os direitos possíveis para esses marginais, quando dentro e fora das grades.

Agora, você sabe que tudo está perdido mesmo quando uma “filosofa” e hoje candidata ao governo do Rio de Janeiro, uma tal de Márcia Tiburi, vai num programa de televisão e diz com todas as letras, sem o menor pudor e vergonha que vê uma LÓGICA no assalto. Não, vocês não leram errado. Ela disse isso mesmo. Sem tirar nem por. E atenção: essa cidadã desprovida de caráter, está com 2% nas intenções de votos para o governo carioca. Muita gente pode dizer que é pouco essa porcentagem, mas isso equivale a 126.400 votos. Não será governadora, mas poderia tranquilamente ser deputada federal. Isso é pra preocupar muita gente!!!

E se abrirmos o leque, nessas eleições de 2018 muitos candidatos são fervorosos adeptos da bandidolatria. A saber: Ciro Gomes, Marina Silva, Chico Alencar, Cesar Maia, Romário, Katia Abreu, Suplicy, Lindbergh Farias, Eduardo Paes, Anthony Garotinho, Gleisi Hoffmann (essa até ladra de aposentados é), Mc Carol, Marcio França, etc, etc, etc… a lista é grande e não dá pra colocar todos. Mas pedimos encarecidamente que preste atenção em seu voto. Você pode ajudar a aumentar ainda mais a bandidolatria em nosso país.

Obs: antes de terminar o artigo, vamos lembrar a todos o seguinte: a PM Juliane foi executada no RJ e a midia, ao invés de noticiar consternada essa perda, preferiu esculachar a moça. Já no caso da vereadora psolista Marielle Franco, até hoje eles ainda ficam fuçando para saber quem matou ou mandou matar a mesma. Tirem suas conclusões…

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018