Vamos falar de voto útil? | Politicos Do Brazil
Vamos falar de voto útil?
Por admin
15/09/2018

Vocês já se deram conta que faltam apenas 22 dias para as eleições mais importantes que ocorrem no Brasil, desde a eleição direta que consagrou Fernando Collor de Mello?

É isso mesmo, galera do bem! O tempo está passando muito rápido. Desde aquele dia glorioso em que Dilma foi extirpado da presidência até agora muita água já passou embaixo da ponte chamada Brasil. Está chegando a derradeira hora em que o Brasil vai optar por um caminho que pode levá-lo ao Olimpo ou a um desfiladeiro sem fim, onde a morte é certa e cruel.

Tempos difíceis. As opções são poucas. E 99% são esquerda puro sangue. Apenas 1% é verde e amarelo. Esses números se referem aos eleitores convictos. Mas tem um numero muito grande de indecisos, que votarão em branco e/ou nulo.

Nas eleições de 2014, ganha pelas urnas venezuelanas, a disputa foi muito acirrada no segundo turno entre Dilma e Aécio Neves. A diferença foi muito pequena, o que levantou uma certa desconfiança. Fizemos um artigo sobre o ocorrido, que você pode ler aqui.

Naquele ano, o tal voto útil teve um peso muito grande. Mas o que seria o voto útil? É aquele voto exatamente dos indecisos, nulos e/ou brancos. Eles podem decidir essa eleição vindoura.

Depois do atentado à vida de Jair Bolsonaro, que até o momento não se tem resposta de quem foi o mandante, a mais recente pesquisa aponta encomendada pelo DataFolha mostra o seguinte cenário:

  • Jair Bolsonaro 26%
  • Ciro Gomes 13%
  • Fernando Haddad (oficializado como candidato do PT) 13%
  • Geraldo Alckmin 9%
  • Marina Silva 8%
  • João Amoedo 3%
  • Henrique Meireles 3%
  • Alvaro Dias 3%
  • Cabo Daciolo (que alertou sobre a URSAL) 1%
  • Vera Lúcia 1%
  • Guilherme Boulos 1%
  • João Goulart Filho 0%
  • Eymael 0%

Agora prestem atenção no votos brancos/nulos e indecisos.

  • Brancos/nulos 13% (o mesmo numero de Ciro e Haddad)
  • Indecisos 6% (tem mais “votos” que 8 candidatos)

Por esse levantamento podemos concluir o seguinte: o voto útil será preponderante nessa eleição que se aproxima. São 19% de votos que podem garantir a vitória de Jair Bolsonaro ainda no primeiro turno ou, numa eventualidade, acirrar ainda mais a briga pelo segundo turno.

Por isso, caro (a) eleitor (a) indeciso ou que pensa em votar branco/nulo, pense bem no que fará. A sua decisão pode ser crucial para o futuro de uma nação inteira. Você pode, como dissemos acima, jogar o Brasil na morte eminente ou dar ainda um sopro de vida para um país que vem combalindo desde seu descobrimento, lá no longínquo ano de 1500.

Nunca antes na história desse nosso querido país um voto teve (ou terá) um peso tão grande! É uma responsabilidade muito grande e você não pode fugir dela!

Claro que as porcentagens “vareiam” de instituto para instituto mas não fogem muito dos números apresentados pelo DataFolha, principalmente quando se trata dos votos que podem decidir a peleja.

Mais uma vez ratificamos: pense bem no seu voto. Ele pode e seguramente decidirá a eleição. Escolha seu caminho: continuar o retrocesso que vivemos ou dar um sopro de esperança para o nosso povo tão sofrido. O destino lhe cobrará no momento oportuno…

Esse artigo foi inspirado numa ideia da Nina Ferrari. Sigam ela no twitter: @NinaFerrari2

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018