Privatizem o Banco do Brasil e devolvam aos legítimos donos! | Politicos Do Brazil
Privatizem o Banco do Brasil e devolvam aos legítimos donos!
Por admin
15/10/2018

O artigo de hoje é puramente histórico. Não vamos mencionar politica, mesmo porque já temos um outro artigo no forno que será devidamente editado e colocado para leitura, muito em breve. Aguardem e contenham a ansiedade.

Uma das funções desse blog, desde seu nascimento e permanecerá sempre assim, é desmistificar algumas informações que colhemos ao longo de nossa existência, seja por intermédio de informações familiares ou da escola, sabidamente os locais onde garimpamos todo tipo de informação, não é mesmo?

O que pese o fato de algumas informações serem verdadeiras, muitas acabam passando despercebidos ao longo de nossa trajetória. Algumas pessoas simplesmente ignoram isso e tocam sua vida da melhor maneira que conseguem. Ficam alheios a tais fatos. Não ligam. Cada qual com sua maneira de pensar e ver o mundo. Para isso temos a liberdade total. Afinal, não estamos em Cuba ou Coréia do Norte.

Uma desmistificada épica que demos em um fato histórico que aprendemos na escola foi quando escrevemos sobre Zumbi dos Palmares. A história que nos contaram é que ele foi/ou é o maior herói negro brasileiro, pois teria sido o responsável pela libertação de milhares de escravos antes da proclamação da Lei Áurea, assinada pela princesa Isabel (uma mulher branca) e Rodrigo Augusto da Silva (um homem branco). Leiam o artigo. Vocês saberão toda a verdade.

Agora é hora de saber que o governo mente pra você sobre um assunto. Você, caro (a) leitor (a), sabe de quem é o Banco do Brasil? Pensem…

Já deu tempo, né? Provavelmente você respondeu que o BB é do governo federal brasileiro, ou seja, do Estado. É isso mesmo? Tem certeza? Não quer mudar?

Oras, você está certo (a). O BB realmente é do governo federal brasileiro. É um banco público com participação majoritária do Estado. Mais um elefante branco dentre tantos que temos nesse nosso amado Brasil. Mais um fardo colossal que insistem em colocar nas costas do povo. Afinal, dizem que todo castigo para pobre é pouco!

Mas e se dissermos que o verdadeiro “dono” do BB nem sempre foi o Estado? É isso mesmo! O extremamente pesado banco brasileiro nem sempre foi um banco público. Sua história é um pouco bagunçada. Ele foi originalmente fundado pelo rei D. João VI, mas com o tempo acabou parando nas mãos de um cidadão chamado Irineu Evangelista de Sousa.

baraomaua

Não estão ligando nome à pessoa? Nunca ouviram falar desse nome nas aulas de história? Nem poderiam. Seu nome foi esquecido propositalmente. Por que? Simplesmente porque ele foi o maior visionário (ao lado de Assis Chateaubriand) que tivemos em terras tupiniquins. Esse grande homem nascido em 28/12/1813 e que morreu em 21/10/1889 foi um competentíssimo comerciante, armador (alguém lembrou de Aristoteles Onassis?), industrial e banqueiro brasileiro. Recebeu, com merecimento, o titulo de Barão e depois Visconde de Mauá (como acabou ficando conhecido). Foi realizador de grandes feitos para o Brasil, tais como: a primeira fundição de ferro e estaleiro no país, a primeira ferrovia brasileira conhecida como estrada de ferro Mauá na cidade de Magé (RJ), o inicio da exploração do rio Amazonas e afluentes, a instalação da iluminação pública a gás na cidade do Rio de Janeiro, a criação do Banco do Brasil, e a instalação do cabo submarino telegráfico entre a América do Sul e Europa. Tudo isso em apenas 76 anos de vida! E em plenos século 19, com todas as dificuldades da época! Um homem admirável, sem dúvidas.

Pouca gente ou quase ninguém sabe que Visconde de Mauá, apesar de todos esses benefícios que trouxe para o país e também outros países, foi achincalhado pelo governo brasileiro da época. O governo queria a todo custo tomar para si o BB que Visconde com tanto sacrifício criou. Tanto fizeram que o homem acabou cedendo e entregou sua “cria” para as mãos sedentas do governo brasileiro. Abutres que não descansam enquanto não comem toda a carniça.

Tal feito acabou levando-o a morte. Muito provavelmente de desgosto pelo que fizeram a ele. A história mostra a verdadeira face dos canalhas.

Seu nome perpetuou-se na história e isso ninguém vai mudar.

Seria lindo se o próximo presidente da República privatizasse o moribundo Banco do Brasil e o devolvesse aos verdadeiros donos, no caso a família de Visconde de Mauá. Seria maravilhoso. Uma grande homenagem ao homem que mudou a história de um povo. Não essas homenagens chinfrins que fizeram ao longo do tempo, como estatuas e etc. Não adianta fazer isso e na escola, onde se aprende o básico, ignorarem o passado glorioso desse homem.

Senhor presidente, assim que tomar posse faça valer nosso pedido. Privatize o mais rápido possível o BB e devolva aos seus verdadeiros donos. A memória de Irineu Evangelista de Sousa ficará eternamente grata!

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018