O vampiro e a esquerda | Politicos Do Brazil
O vampiro e a esquerda
Por admin
21/11/2018

Segundo se sabe, o vampiro é um ser que sai de uma sepultura (ou de um caixão) para sugar o sangue das pessoas. De dia, está dormindo. À noite, sai para atacar suas vítimas.

A esquerda age exatamente igual ao vampiro. Durante o dia, seu lado mau está “adormecido” (ela aparenta ser bondosa). Mas quando chega a noite, ela “desperta” a sua face cruel: faz os seus planos macabros em segredo (para que todos sejam atacados de surpresa). Só para se ter uma idéia, o PLC 122 (projeto de lei a favor dos homossexuais) ia ser aprovado quase de madrugada (que é justamente a hora em que a maioria da população está dormindo)!

O vampiro é um ser hematófago (ou seja, se alimenta somente de sangue). Quanto mais sangue ele suga, mais forte ele se torna. A esquerda também se alimenta de sangue. Através de seus vampiros (ditadores comunistas), ela já sugou o sangue de mais de 100 milhões de pessoas. E sempre precisa de mais sangue para ter o poder nas mãos.

Assim como a capa de um vampiro é vermelha por dentro (para simbolizar o sangue de suas vítimas) e preta por fora (para representar a escuridão da noite), a camisa dos militantes esquerdistas é vermelha (bem como suas siglas e suas bandeiras). E um dos livros que explica melhor o “modus operandi” da esquerda é o “Livro negro do comunismo” (da mesma cor externa da capa de um vampiro)! Coincidência?

O vampiro não reflete a própria imagem num espelho. Da mesma forma que o vampiro, a esquerda não reflete seus próprios erros. Prefere escondê-los na escuridão do seu próprio mundo secreto (para que esses mesmos erros não sejam vistos por todo o povo).

O vampiro fica com medo quando alguém lhe mostra uma cruz. Assim como o vampiro, a esquerda tem medo das verdades da fé cristã (representada pela cruz). Afinal, Marx (o deus da esquerda) era satanista. Quem é das trevas tem medo da luz (porque a luz de Jesus mostra a verdade).

Por fim, existem várias formas de se matar um vampiro: cravando uma estaca no coração dele, ou expondo-o à luz do dia. A esquerda, para ser destruída, precisa ter uma estaca cravada onde mais dói: as suas fontes de financiamento. Cortando o dinheiro, a esquerda morre por falência múltipla das entidades e de seus filiados. E assim como a luz do dia é fatal para o vampiro (fazendo com que ele vire pó), ela também é fatal para a esquerda (porque faz virar pó todas as suas pretensões malignas ao serem expostas ao público).

Enfim, as semelhanças do vampiro com a esquerda são muitas! Temos que nos prevenir para não sermos vítimas dos vampiros da esquerda!

Esse texto é uma contribuição do pseudônimo “Cidadão Consciente”.

Em breve, um novo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2018