Não existe almoço grátis! | Politicos Do Brazil
Não existe almoço grátis!
Por admin
08/02/2017

Essa semana tivemos uma notícia advinda do governo Alckmin que muita gente gostou, quase chegando a ter um orgasmo.

A notícia dá conta que o governo irá aumentar o número de estações do metrô com pontos de wifi “gratuitos”. Praticamente todas as linhas geridas pelo governo terão mais pontos, beneficiando cerca de 400 usuários simultaneamente. Se levarmos em conta o número de usuários do metrô, esse numeral 400 é irrisório…

Mas o brasileiro adora qualquer coisa que seja “gratuita”, mesmo que na verdade não tenha nada de gratuito, muito pelo contrário. Mas até alguns entenderem que focinho de porco não é tomada, o governo já arrecadou milhões em impostos, não é mesmo?

Segundo alguns “entendidos”, o sinal wifi será gratuito sim porque as empresas que serão responsáveis pelo sinal, terão espaços publicitários nas estações do metrô, fazendo assim que o governo não precise liberar recursos públicos. Mas não é bem assim. Explicamos…

As empresas privadas terão espaços publicitários nas estações do metrô, que são bens públicos, geridos através de impostos, correto? Então, como isso pode ser gratuito? Não tem a menor lógica!

Esse foi apenas um exemplo para mostrar algo que muitas pessoas não conseguem enxergar a um palmo no nariz… não existe almoço grátis!

mitodoalmoçográtis

Quantas vezes você, caro leitor, não ouviu alguém do seu bairro, da sua comunidade, dizer “ainda bem que o remédio que eu preciso, a prefeitura fornece de graça…”???

Gente, isso é um erro monstruoso!!! TUDO, absolutamente TUDO que a prefeitura, o governo estadual ou federal “fornece” não é de graça, não é na faixa, não é no Vasco, não é na Ponte Preta, TUDO é comprado com dinheiro advindo de impostos!

Muita gente, por ignorância ou falta de sabedoria, tem na cabeça que o imposto que se paga é aquele conhecido como IR. Não!

Sabe aquele cafezinho que você toma na padaria, quando está indo pro trabalho? Então… aquele cafezinho tem imposto embutido. Sabe aquela caixa de fósforos, que você compra no bar pra acender aquele seu cigarro? Ele tem imposto embutido. Sabe aquela água, que você compra na banca de jornais por 0,99 centavos? Também tem imposto. São exemplos pequenos, é claro, mas isso é pra mostrar que até nos pequenos preços, o governo abocanha uma parte, em forma de imposto. Não vamos nem mencionar bens duráveis, como automóveis, imóveis, eletrodomésticos, eletrônicos, equipamentos de informática, etc, etc, etc…

Ah, quase iamos esquecendo… os beneficiários do Bolsa Família que recebem aquela miséria e mesmo assim dizem que Lula/Dilma/PT beneficiou os pobres, eles não sabem (ou até sabem) que pra eles receberem aquela miséria, existem milhares pagando imposto em pequenas coisas (já citadas) para os benefícios existirem. Aliás, até eles mesmo contribuem, já que os próprios usam o dinheiro comprando seus itens de subsistência e com isso, engordando ainda mais os cofres do governo.

Todos os benefícios sociais que são mantidos pelo governo e distribuídos para as pessoas, em alguns casos pessoas que não poderiam receber, só existem por causa dos impostos pagos pela população. Nada é de graça nesse governo. Nada vem de graça. Pra alguém receber 1 real do governo, tem outras pessoas que pagam 5 reais em impostos.

Aquela história descabida que o governo “dá” condições para as pessoas pegarem remédios nos postos, de fazerem exames complexos no SUS (mesmo que leve 6 meses pra isso), que fornece cartão para transporte público sem cobrar nada… tudo isso é uma falácia e só pessoas incautas e descabidas de cérebro acreditam nisso.

O motivo desse artigo é esclarecer a mente de algumas pessoas. Não repitam que o governo dá alguma coisa pra alguém sem cobrar nada por isso. Repetimos: o governo (municipal, estadual ou federal) não dá nada pra ninguém, ao contrário, ele sempre vai roubar de você. Sempre!

Em breve,um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2019