A votação da MP 871 mostrou quem são os traidores da nação! | Politicos Do Brazil
A votação da MP 871 mostrou quem são os traidores da nação!
Por admin
05/06/2019

O Congresso Nacional, que engloba a Câmara dos Deputados e o Senado, está em constante ebulição nesses primeiros meses do ano.

Pipocam todos os dias praticamente diversas votações. E muitas delas são importantíssimas para a nação. Vão afetar direta e indiretamente a vida de todos (as), sem exceção.

A votação mais esperada, sem dúvidas é a Reforma da Previdência. Essa realmente está mexendo com os nervos de todo mundo, tanto parlamentares, ministros, presidente Bolsonaro e logicamente o povão.

Enquanto essa votação ainda não acontece, outra tão importante foi votada ontem.

Me refiro a MP 871. Essa medida provisória, de autoria do meu conterrâneo deputado federal Paulo Martins, trata das fraudes que atingem o INSS. Caso você não saiba, o INSS é um ossuário. Ali tem muita gente querendo meter a mão naquele dinheiro “fácil”. Quem não se lembra da Jorgina de Freitas, que fraudou o sistema em mais de 1 bilhão de reais, em valores corrigidos?

Esse caso nebuloso aconteceu em meados dos anos 90. Ela fraudou um país inteiro e pegou apenas 10 anos de prisão. Pouco. Se fosse no EUA, seria perpétua, no mínimo.

Depois desse caso, passaram ao menos 6 presidentes (Collor, Itamar, FHC, Lula, Dilma, Michel Temer) e nenhum deles teve a ideia simples de pensar em uma lei para punir severamente pessoas que porventura viessem a cometer crimes semelhantes.

De repente… booommmm!!!! Um novo presidente apareceu. E como ele, vários deputados honestos vieram junto. Entre eles o deputado que citei acima. Ele é o relator da MP 871.

Mas como estamos no Brasil, sempre vão aparecer os cavaleiros do apocalipse.

Um país muito louco como o Brasil, obrigatoriamente iria ter números loucos em sua política.

Antes de continuar, uma pergunta para você que está acompanhando até aqui: você sabe quantos senadores temos no país? Vou dar um tempo para pensar. 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1

Se você respondeu 81, está correto. Temos 26 estados e o Distrito Federal. Numa conta rápida, são 3 senadores por cada estado. É muita coisa. Além disso, o mandato é de intermináveis 8 anos. É muita coisa (bis). E cada senador custa inacreditáveis 600 mil reais por mês. Absurdo completo!

Num sonho lindo, cheio de nuvens de algodão e unicórnios coloridos, o que seria normal? Todos esses senadores deveriam votar SIM pela aprovação da MP 871. Mas na verdade é um pesadelo.

Na votação, tivemos um número de 67 senadores “aptos” para votar. Repararam que faltaram 14 senadores? Vou falar deles daqui a pouco. Continuem acompanhando…

Desse número, tivemos 55 votos a favor. Esses estão preocupados com o país. Claro, não vou ser babaca aqui e elogiar aos píncaros todos eles. Não. A verdade é que não fizeram mais do que a obrigação. O grande problema são os 12 que votaram contra. Além de não fazer a obrigação deles, ainda cuspiram na cara do povo brasileiro. O termo é isso mesmo: cuspiram!

O meu papel aqui é expor os nomes desses 12 traidores (as) da nação. E é isso que eu farei. Acompanhem com atenção.

Algo que chama atenção nesses nomes, mas que estava mais que esperado. São 5 do PT. De 12, são 5. Praticamente a metade. Um é da REDE. Por acaso esse da REDE já foi visto abraçando e beijando um tal Nícolas Maduro.

Vou dissecar a capivara de pelo menos 3 desses senadores do PT. Vejam o porquê eles estão “muito” preocupados com o Brasil.

Humberto Costa: esse senhor foi ministro da saúde durante o governo petista. Vem dessa época a notícia de que ele desviou recursos da saúde na ordem de 16 milhões de reais. Uma fortuna que, caso fosse investido em hospitais, salvaria a vida de muitas pessoas. O desvio aconteceu entre 2003 e 2005, época justamente do presidiário de Curitiba na presidência. Apenas uma coincidência, é claro.

Jacques Wagner: outro petista envolvido em roubos descarados. Segundo delação, ele levou o montante de 82 milhões de reais em propina e caixa 2. O caso ocorreu na época da Copa de 2014 e diz respeito a construção da Arena Fonte Nova, que ficou a cargo da empreiteira OAS. E isso causa ainda mais desconforto quando se sabe que a Bahia vive um problema sério na educação, com seus professores fazendo greves, por causa de salários. O mais bizarro dessa história é que Wagner mandou entregar a propina na casa de sua própria mãe!

Cito também Paulo Paim, que está na lista de beneficiários da Odebrecht, além de ter nas suas costas o caso da sua filha, que recebeu um depósito milionário da própria Odebrecht. Gente fina. De pai para a filha corre no sangue a corrupção.

Falar de Renan Calheiros é chover no molhado.

Já disse que jogam contra o país? Já. Mas ainda acho muito pior que votar contra uma MP importante como essa, é se abster de votar. Com essa atitude, fica caracterizado a covardia dos 14 senadores, que eu citei no meio do artigo e cito seus nomes logo abaixo.

Por essas coincidências da vida, eis que a maioria dos ausentes é do PDT, não por acaso um partido amigo do PT. São 4. Ou quase 1/3. Só vou deixar de fora desse balaio a senadora Soraya Thronicke. Ela estava em viagem internacional, a pedido do presidente Bolsonaro. Caso estivesse, certamente votaria pelo sim.

Vou falar de alguns desses covardes e mostrar as capivaras que carregam.

Kátia Abreu: ela, que foi vice do cangaceiro Ciro Gomes durante a disputa presidencial, apareceu também na planilha de propinas da Odebrecht. Valor? Módicos 500 mil reais. Parece pouco né? Só quero lembrar que a distinta senhora é do Tocantins, um dos estados mais pobres do país.

Cid Gomes: esse é figurinha carimbada. Irmão de Ciro Gomes, de uma das famílias mais “poderosas” do Ceará, sempre esteve ligado intrinsecamente a política, de forma natural. Já teve diversas polemicas ligadas ao seu nome. Segundo delação de Joesley Batista (JBS), ele teria repassado ao ex governador do Ceará pouco mais de 4,2 milhões de reais em propina. Achou pouco? Então imagine quantas ambulâncias esse dinheiro pode comprar.

Acir Gurgacz: esse eu confesso que não conhecia. Mas não é por isso que ele vai passar ileso. O senador já foi preso. Sim, isso mesmo, ele foi preso. A acusação é de obter, entre 2003 e 2004, mediante fraude, um financiamento junto ao Banco da Amazônia com a finalidade de renovar a frota de ônibus de uma empresa (não tenho o nome) gerida por ele mesmo em Ji-Paraná (RO). É curioso que, mesmo já tendo sido preso, ele está exercendo seu mandato tranquilamente. Esse Brasil é uma piada que não tem fim…

Lendo até aqui, você consegue entender porque tivemos votos contrários a uma MP que vai morder na carne de muitas pessoas, inclusive políticos? Sem falar dos ausentes, verdadeiros covardes, excetuando a senadora Soraia.

Dá tristeza. São pessoas que desprezam totalmente o povo. Que se dane o povão, que pagam suas regalias. Se você é uma pessoa observadora, deve ter percebido que todos os 25 são de partidos de esquerda, seja moderada ou radical. Sempre a esquerda indo contra.

No frigir dos ovos a MP foi aprovada. Ponto para o Brasil. Essas hienas amestradas que votaram contra, e os ausentes, irão parar no lixo da história. Serão renegados. O povo dará a resposta nas urnas.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2019