Ladrões! | Politicos Do Brazil
Ladrões!
Por admin
23/09/2019

A política é, sem dúvidas, um poço sem fundo. Se você adentrar nesse mundo, certamente não conseguirá sair. E mais ainda, caso não se enquadre no “sistema”, a chance de você virar estatística é enorme. Para fazer companhia a Celso Daniel, Toninho do PT, Cosmo do Gás, Teori Zavascki, Eduardo Campos e outros menos citados…

O salário de um político não deixa ninguém rico. Mas então se é assim, por que a imensa maioria, principalmente prefeitos, governadores, deputados, senadores e presidentes tem vidas nababescas, regadas a muito dinheiro (público) e todo conforto que esse dinheiro pode oferecer?

É simples, meu pequeno curumim. A imensa maioria da classe política brasileira é formada por ladrões! É isso mesmo que você leu. Sem tirar uma letra. São L-A-D-R-Õ-E-S.

Acham que eu estou exagerando?

Então faço um desafio a vocês. Me digam um único nome de político, tirando vereadores, que não ficaram ricos na “profissão”. Dou um tempo de 5 minutos para pensarem.

Não conseguiram lembrar de nenhum, não é mesmo? Simplesmente porque não tem. Como eu já disse, a imensa maioria (99.9%) nada em dinheiro. Tem imóveis, carros, joias, iates, terrenos, empresas, jatos particulares, tudo pago com o suado dinheiro do povo honesto e trabalhador desse imenso país.

A classe política brasileira é, sem a menor dúvida, a pior raça de vermes que existe no mundo. Lembrem-se sempre que eu não estou generalizando. Existem raras exceções desse criadouro de cobras peçonhentas.

São imundos (as) que nem deveriam ser chamados de seres humanos, pois ignoram solenemente seu eleitorado, seja lá de qual parte do país seja.

Digo sem medo de errar que a política é um trampolim para o vagabundo ou vagabunda ganhar dinheiro fácil, sem precisar trabalhar e ainda ter todas as mordomias que o dinheiro alheio pode comprar. E todo mundo sabe que quando o dinheiro é ganho sem esforço, gasta-se sem a menor cerimônia e sensação de culpa. Falei alguma besteira?

Preciso pontuar que desses 99.9% que compõe a banda podre da nossa política, pelo menos 98.95% é da esquerda. Lá se concentra a grande quadrilha de ladrões que vem nos roubando desde que viramos uma República. Sim, porque apesar de muita gente achar que a esquerda vem desgraçando a nação desde 1984, com a Diretas Já, o estrago já vem sendo feito bem antes disso. A merda já vem sendo cagada desde que os portugueses saíram daqui, levando toda riqueza possível e deixando para trás os piores trastes que de lá vieram. Deu no que deu.

Já imaginando você do outro lado dizendo: “mas a porcaria toda não começou com o PT? ”

Não. Não começou. Com o PT a roubalheira foi institucionalizada, ou seja, tomou conta de todas as instituições. Tudo começou errado, desde que um português desorientado veio parar aqui. Por que não vieram ingleses? Holandeses? Noruegueses? Não, tinha que vir aquelas porcarias de além mar…

Porém, com o advento da República, e consequentemente com as tais “eleições”, aí é que tudo degringolou de vez. O que antes já era ruim, conseguiu ficar ainda pior.

Como eu já mencionei, a República deu chances para aquele bando de vagabundos (as) conseguirem seus intentos financeiros. O famoso ganhar sem fazer nada.

Já se vão 130 anos (1889-2019) desse fatídico momento. O Brasil perdeu muito e continua perdendo. A ladroagem política vem escalpelando os cofres de maneira sórdida e covarde. É um milhãozinho aqui, outro bilhãozinho ali e nessa toada, o povo continua sofrendo, sem a menor perspectiva de melhora.

O despautério é tão gritante que até vereador, que é a mais ralé na cadeia alimentar da política, recebe salário. Para que? Não sei. Você sabe? Dizem que são fiscais do povo. Fiscais do povo a PQP! São ladrõezinhos de merda, só esperando a chance de meter a mão na bufunfa. Com isso conseguem dinheiro para voos maiores. Quem sabe deputado estadual, depois federal, um governador, depois presidente… eita soninho bom…

Em países desenvolvidos, principalmente nórdicos, o cargo de vereador é simbólico e não recebem nada, somente uma ajuda de custo. Não tem carro, andam de ônibus ou bicicleta. Outro nível, outra cultura…

Eu acho que não preciso dizer o óbvio. Se não tivéssemos ladrões na política, seriamos seguramente o maior país do mundo, não em extensão territorial, mas na economia e na qualidade de vida. Seriamos invejados pelos americanos e pelos mesmos nórdicos, que citei no parágrafo anterior.

É um sonho achar que isso acontecerá um dia? Não. É uma utopia mesmo.

Sinceramente não imagino essa guinada. Por um motivo simples. Se 99.9% da nossa classe política não vale merda nenhuma é porque 99.9% da população brasileira também não vale bosta nenhuma. Oras, quem coloca ladrões na política? O povo!

Seria essa a chamada democracia, cantada em verso e prosa por aí? Se for, infelizmente não deu certo.

Quando você tiver dificuldade com algum órgão público, seja INSS, SUS, Correios ou sei lá o que, saiba que dentro dessas instituições está cheio de raposas. Quem conhece um pouco do reino animal, sabe que a raposa é FDP. Só espera a chance de a galinha sair, para roubar os ovos. Em bom português, o funcionário da repartição só espera você virar as costas, para solenemente ignorar sua solicitação, seja lá qual você tenha feito.

Talvez você que leu até aqui pode estar me achando critico demais. Para você, o Brasil ainda pode ser uma grande nação. Talvez possa. Mas para isso, a ladroagem na política não pode continuar. Enquanto tiver bandidos de paletó e gravata ditando as regras e leis nesse país, a única coisa que podemos fazer é lamentar profundamente a bandeira da caravela que atracou em nossas praias…

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2019