O sono da morte na Coréia do Norte | Politicos Do Brazil
O sono da morte na Coréia do Norte
Por admin
14/05/2015

Pouco, ou quase nada, se sabe sobre a Coréia do Norte.

O que se pode dizer sobre o país asiático é que, além de ser vizinho da Coréia do Sul, é um país fechado por conta do regime comunista imposto por seus lideres ditadores.

Sabe-se que no regime comunista funciona da seguinte forma: o lider fala, todos obedecem, quem não obedece tem um fim trágico. E isso não é só nesse país asiático e sim em qualquer país do mundo que viva sobre esse regime.

O presidente Kim Jong-un, filho do ex presidente Kim Jong-il, deu uma demonstração do que esse regime é capaz de fazer, sem se importar com a opinião mundial e dando de ombros com os chamados “Direitos Humanos”.

Kim Jong-un

O que ele fez?

Simplesmente mandou executar o Ministro da Defesa.. como se já não bastasse o ato covarde, afinal o Ministro Hyon Yong Chol foi executado com tiros de bateria ANTI-AÉREA, mais lamentável foi o motivo dado… a alegação foi de que o sr Hyon simplesmente não obedeceu uma das ordes de Kim Jong-un e dormiu durante um evento com o presidente.

Chocados?

Não fiquem, afinal o presidente coreano é eficaz em executar pessoas que, supostamente, o teriam “traido” ou não cumprido ordes.

O ditador coreano é acusado de executar até seu próprio tio, o sr Chang Song-thaek, que foi preso em dezembro/13 durante o encontro do partido do presidente ditador, considerado culpado por traição e executado sem nenhuma defesa.

Pois é, esse é o país comunista do Oriente.

E acreditem, ainda tem pessoas no Brasil que devem concordar com esse modus operandi do ditador, afinal empunham bandeiras de partidos comunistas.

Lamentável…

Leiam a matéria completa clicando no link abaixo. Matéria no site do UOL.

Presidente Kim Jong-un manda executar Ministro da Defesa do país

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2019