A intervenção militar é a única saída para o Brasil? | Politicos Do Brazil
A intervenção militar é a única saída para o Brasil?
Por admin
11/12/2016

Os anos 60 foram atípicos para o Brasil. O país viveu um momento delicado em sua história politica e social. Quem viveu aquela época tem dois sentimentos bem distintos: saudades e alivio.

Aqueles que sentem saudades, dizem com a boca cheia que o país era muito melhor para se viver, a educação era outra, as pessoas tinham mais respeito entre si e politicamente falando, vivianos um período comandado por militares, mas diferentemente do que muitos (os que sentem alivio) dizem sem cansar, não vivemos uma ditadura.

Aliás, dizer que o Brasil viveu uma ditadura soa como uma piada de péssimo gosto. Quer falar de ditadura, use URSS, Cuba, Venezuela, Congo, Bolívia e outros países como exemplo.

Tivemos 2 décadas de governo militar e nesse período o presidente mudou 5 vezes, ou seja, foram 4 anos para cada presidente. Quem chama isso de ditadura deve ter sérios problemas de inteligencia. Ou a falta dela.

As pessoas que sentem alivio dizem com todas as letras que o Brasil viveu um período negro em sua história, com pessoas sendo perseguidas, torturadas, mortas e jogadas em valas comuns, muitos sendo enterradas como indigentes, sem falar dos “artistas” que dizem ter sido obrigados a viver no exílio por conta de letras musicas de cunho politico e em sua totalidade criticando o sistema de governo da época. Isso é uma falácia sem precedentes.

Um detalhe sobre os mortos no período militar… muitos desses mortos (99,9%) eram comunistas e alguns morreram, acredite se quiser, lutando pela “revolução” cubana chefiada por Fidel Castro. Não acredita? Procure na internet fontes sobre o assunto ou leia o livro “Fidel, o tirano mais amado do mundo”.

marighella

Aqueles que foram perseguidos, torturados e mortos na época do regime militar no Brasil, em praticamente 99% eram militantes do comunismo, que foram aprender táticas de guerrilha na China comunista de Mao Tsé Tung. Entre esses guerrilheiros destacamos Marighella e Dilma Rousseff.

Sendo claro… não tinha nenhum santo. E o que eles queriam era simplesmente tomar o poder na força e implantar o comunismo soviético/chinês em solo brasileiro.

Por isso fez-se necessário a intervenção dos militares que, diga-se de passagem, foi pedido pela sociedade brasileira e não com um golpe como muitos (os que sentem alivio) insistem em dizer, sem crédito algum.

Pois bem, isso posto chegamos aos dias atuais…

O Brasil vive uma crise de identidade politica muito parecido com aquela época. Nossos políticos, em 99,99%, são corruptos e vivem se locupletando do dinheiro alheio. São sanguessugas do suor do trabalhador brasileiro honesto que paga seus impostos regiamente e não vê retorno algum desse dinheiro. Muito pelo contrário, cada vez mais vemos o país sem nenhuma perspectiva de melhora, uma situação dramática onde nada funciona… saúde, educação, segurança, funcionalismo público, nada funciona a contento e transforma a vida do brasileiro num verdadeiro inferno sem precedentes.

A retirada, depois de 13 anos, do PT mostrou (para os incautos) que a classe politica brasileira é totalmente podre. Se algum politico se salva dessa lama, dificilmente vai chegar até o fim de sua “carreira” politica assim, pois como sabemos na politica ou você faz o que pedem, ou fazem com você aquilo que os outros pedem, a maior prova é Celso Daniel

E não achem que algum órgão público se safa disso. Pudemos ver nessa semana o circo armado pelo STF no caso Renan Calheiros. Aquilo foi a cereja no bolo da canalhice, uma torta na cara do povo brasileiro, um nariz de palhaço permanente.

Alguns dias atrás um pessoal invadiu a câmara dos deputados pedindo intervenção militar no Brasil. Claro que os canalhas da mídia trataram de esculachar o que foi feito, dizendo que aquilo foi uma invasão e não podia ser tolerado. Curioso como a mesma mídia canalha tratava as invasões nas escolas de todo país, inclusive que resultaram em morte, como meras ocupações. É o jornalismo porco, imundo e que serve apenas um lado da moeda.

camara_intervencao

Antes que alguém levante a bandeira do “mas os militares também são corruptos”, gostaria que prestassem atenção num fato: alguém conhece algum militar daquela época que ficou rico?

Sim, claro que os militares não são incorruptíveis, isso é fato concreto. Mas a chance deles se corromperem ao nível de nossos políticos “profissionais” é infinitamente menor. Quase próxima de zero.

Evidente que um governo militar é praticamente uma utopia, ainda mais se levarmos em conta o histórico dos nossos políticos. Militar é disciplina, é comprometimento, é lutar pelo país e isso são qualidades que fogem totalmente a nossa classe politica brasileira. Qual a chance deles levantarem uma chance de colocar isso em pauta?

O artigo em si não opina se isso seria viável ou não para o país, apenas coloca pontos de vista sobre o assunto. Quem pode dizer se concorda ou não são nossos leitores. Deixem suas opiniões, elas serão todas bem vindas, como sempre.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2020