Marco Aurélio escancara a verdade sobre o STF! | Politicos Do Brazil
Marco Aurélio escancara a verdade sobre o STF!
Por admin
22/08/2020

Como todos sabem, o STF é formado por 11 ministros, todos indicados por presidentes e deferidos, após uma sabatina, pelos 81 senadores.

Sempre ouço a seguinte pergunta: por que o Brasil precisa de 11 ministros no STF e mais ainda, por que o Brasil precisa de um STF?

Para ajudar a dirimir as duvidas eis aqui as respostas.

  • O Brasil NÃO precisa de 11 ministros no STF;
  • O Brasil NÃO precisa do STF

Pronto, agora lá vem o esquerdista de iPhone revolucionário, criado pela avó e que solta pipa no ventilador me falar um monte de merda, me chamando de fascista, antidemocrático, taxista, oftalmologista ou sei lá o que.

Mas a verdade, mesmo que dura para alguns, principalmente para quem se beneficia do Supremo Tribunal dos Facínoras, é que não precisamos de um numero tão grande de ministros e muito menos precisamos desses ministros.

Por que digo isso? A resposta é simples. Pelo menos no caso dessa turba de ministros.

Ocorre que TODOS eles foram indicados por presidentes da esquerda. Inclusive já fiz um artigo onde esmiucei a vida de todos eles. Leiam, vale a pena.

Outro motivo muito claro é que ESSE STF que aí está tem viés totalmente ideológico, fazendo julgamentos parciais, sempre privilegiando aqueles que os pagam, seja com indicações para parentes, seja com patrocínio de “palestras”, seja com um cargo DOADO, mesmo que um deles nem advogado seja, me refiro ao Dias Toffoli.

E essas incongruências da instituição ficam ainda mais evidentes quando vemos uma entrevista ESCLARECEDORA do ministro Marco Aurélio Mello, primo de Collor de Mello, onde ele diz com todas as letras que o STF está sendo USADO, com o único propósito de atrapalhar o governo do presidente Jair Bolsonaro, eleito democraticamente com mais de 57 milhões de votos.

E a merda que ele jogou no ventilador fica ainda mais fétida quando declara que é a ESQUERDA quem está usando o STF para esse fim.

Vejam meus caros leitores e leitoras, como pode um órgão que deveria primar pela justiça ser usado, como se fosse uma mulher da vida, por um grupelho de canalhas, apenas e tão somente para atrapalhar um governo que vem se mostrando extremamente eficaz, olhando para o povo todo e não apenas para uma parte, como foi especialmente nos tempos dos assassinos petistas? Isso é uma vergonha! Uma fala dessas num país desenvolvido já seria o suficiente para a completa dissolução da corte, com seus membros sendo sumariamente presos, sem direito a apelação!!!!! Mas no Brasil aparelhado, tudo pode…

Mas como diria Guilherme Fiuza, brilhantemente por sinal, essa fala mostra que ao menos Marco Aurélio teve um lapso de honestidade. E isso, meus amigos (as) é um milagre! Oremos!

Fiuza disse que ao expor a verdade sobre o que acontece nos corredores do STF, esse mostrou ser um pouco melhor do que os outros dez. Mas calma, é um pouquinho mesmo, quase imperceptível. É uma luz no fim do túnel? Não creio. Como eu disse acima, foi apenas um lapso de honestidade que, pasmem, ele já teve numa outra oportunidade. Que coisa não? De onde a gente menos espera é que não vem nada mesmo, né? Mas veio… em dose dupla.

No longínquo ano de 2006, quando Marco Aurélio foi galgado ao cargo de presidente do TSE, ele proferiu um discurso que deixou todos os presentes de boca aberta. A expressão boca aberta cabe bem, pois todos ali ficaram incrédulos com a coragem do então postulante ao cargo de presidente do TSE. Foi um soco no estomago dos presentes. Entre os presentes que ficaram atônitos estavam: Rena Calheiros (então presidente do Senado), Ellen Gracie (então presidente do TSE) e Roberto Busato, então presidente da OAB. Como se pode ver, só tinha cobra criada…

Acompanhem o discurso que entrou para os anais do TSE:

“Perplexos, percebemos, na simples comparação entre o discurso oficial e as notícias jornalísticas, que o Brasil se tornou um país de faz-de-conta”. Faz de conta que não se produziu o maior dos escândalos nacionais, que os culpados nada sabiam – o que lhes daria uma carta de alforria prévia para continuar agindo como se nada de mal tivessem feito. Faz de conta que não foram usadas as mais descaradas falcatruas para desviar milhões de reais, num prejuízo irreversível em país de tantos miseráveis. Faz de conta que tais tipos de abusos não continuam se reproduzindo à plena luz, num desafio cínico à supremacia da lei, cuja observação é tão necessária em momentos conturbados. São tantas e tão deslavadas as mentiras, tão grosseiras as justificativas, tão grande a falta de escrúpulos que já não se pode cogitar somente de uma crise de valores, senão de um fosso moral e ético que parece dividir o país em dois segmentos estanques – o da corrupção, seduzido pelo projeto de alcançar o poder de uma forma ilimitada e duradoura, e o da grande massa comandada que, apesar do mau exemplo, esforça-se para sobreviver e progredir. Ao reverso do abatimento e da inércia, é de conclamar o povo, principalmente os mais jovens, a se manifestar pela cura, não pela doença, não pela podridão do vale-tudo, disse. Ao usar a voz da urna, o povo brasileiro certamente ouvirá o eco vitorioso da cidadania. Esqueçam, por exemplo, a aprovação de contas com as famosas ressalvas. Nenhum fim legitimará o meio condenável.”

Esse discurso ficou conhecido na internet como “FAZ DE CONTA”. Discurso duro e verdadeiro, que lembrou o roubo descarado praticado pelo PT. Atenção para o fato de que isso aconteceu em 2006, no final do primeiro mandato do senhor Luiz Inácio. Já naquela época, um governo marcado por várias denuncia de irregularidades e que já estavam levando o Brasil para um buraco gigantesco, que ainda durou mais doze anos. Como conseguimos sobreviver a essa apocalipse?

Lembro-me de um programa Roda Viva, quando ele não tinha um comando esquerdista da Vera Cagalhães, onde o ministro ali estava sendo sabatinado e José Neumanne Pinto o colocou na parede, deixando nas entrelinhas a falta de escrúpulos do STF. Naquela situação, Marco Aurélio perguntou a Neumanne se ele não confiava no STF e prontamente esse respondeu que não!

Tenham em mente que nada mudou daquela data até hoje. O STF continua sendo um ninho de ratos ideológicos que dançam conforme o som das notas de cem. E isso, meus caros (as), vai durar por vários anos ainda, já que a aposentadoria dos digníssimos membros da corte só acontece aos 75 anos. Em outras palavras, o cargo é praticamente vitalício. E como eu já disse acima e direi quantas vezes for preciso, essa instituição tem um lado e não é o da justiça.

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2020