Queiroz foi preso. E agora? | Politicos Do Brazil
Queiroz foi preso. E agora?
Por admin
20/06/2020

Já fazia mais de um ano que a frase era dita pela esquerda. Em todo canto obscuro desse país, onde esses ratos estavam, sempre se ouvia “onde está o Queiroz”?

Pois bem, a resposta para essa pergunta foi dada pela Policia Federal. O “famoso” Queiroz foi preso, num sitio em Atibaia, sem mostrar nenhuma reação, muito pelo contrário.

Ok, ele foi preso. Agora a esquerda vai parar de falar sobre o assunto?

A resposta é NÃO!

O motivo é simples. A prisão de Queiroz, ex assessor de Flavio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, é apenas um peido saindo da metralhadora anal do povo vermelho.

Já tem alguns inteligentes aí, como uma tal de Gabriela Prioli, dizendo que essa prisão é um estouro no governo Bolsonaro e pode custar o cargo.

Me deem licença?

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Só rindo mesmo, viu pessoal? Que mente perturbada essa gentelha tem, meu DEUS!!!!!

Até onde sabemos, o senador Flavio Bolsonaro já é maior de idade e responde por todos seus atos. Ele não precisa segurar na mão do seu pai. Explico isso adiante…

Alguns políticos, entre eles o Kim “pastel de flango”, dizia a todo momento que o presidente estava interferindo no trabalho da Policia Federal. Segundo ele e outros mongoloides, mesmo com a prerrogativa de mandar na PF, por um artigo assinado pela ex presidente Dilma, se o presidente colocar alguém de sua confiança, é motivo para chamar isso de INTERFERÊNCIA POLITICA na corporação. E não adianta explicar, mostrar artigo na CF, porque as mulas não aceitam. São apedeutas. E sem nenhum caráter.

Evidentemente que, provado os crimes do cidadão, ele tem que pagar por isso. Jamais eu, sendo de direita, vou aceitar pilantragem, isso é coisa de petista, de psolista, de pemedebista, de petebista, de psdbista, enfim, da esquerda, que sempre trilhou o caminho da ladroagem.

Comigo não, violão!

Mas, porém, contudo, todavia, a lei tem que ser para todos e todas. Certo?

Numa rápida pesquisa, cheguei a ver um absurdo que merece um destaque.

Enquanto Flavio Bolsonaro teria movimentado, em sua época de deputado, algo em torno de 1,3 milhão de reais, no chamado esquema de “rachadinha”, um deputado do PT (André Ceciliano) chegou a absurdos 50 milhões de reais.

Agora, por que alguém que supostamente teria movimentado pouco mais de 1 milhão de reais (o que é errado), tem sua vida exposta desse jeito, por qual motivo outro que movimentou 50 VEZES MAIS não é alvo de investigação? Isso tem nome: JUSTIÇA SELETIVA!

Calma, pequenos curumins, eu mesmo dou a resposta. Segue o fio…

Simples por demais. Porque Flavio Bolsonaro é filho do presidente da República.

A suposta “rachadinha” é algo corriqueiro na política nacional. Não nasceu na ALERJ, quando ele era deputado. Não mesmo. É uma pratica criminosa, que assola esse país desde sempre.

Afinal de contas, um deputado não conseguiria juntar 50 milhões de reais, no caso do deputado petista, em poucos anos. A não ser que ele tenha o toque de Midas (ao contrário), como o 9 dedos petista. Ou então que não seja dele. Seja de algum amigo do amigo do amigo.

Essa prisão só demonstra o óbvio para mim. O problema não é o que foi feito e sim quem fez.

Enquanto deputados da ALERJ, com viés esquerdista, estão dando risada da prisão do senhor Queiroz, e estão livres da jaula, muita gente desce a madeira para cima de Flavio Bolsonaro.

Vou repetir. Se for comprovado crime, os envolvidos têm que pagar. Só que isso tem que valer para TODOS (as)! E são 16 deputados nessa lista, que estão acima de Flávio Bolsonaro, em questão de valores.

Mas essa prisão também matou mais uma narrativa da esquerda.

O presidente NUNCA interferiu politicamente na PF. Mesmo tendo a prerrogativa para isso, ele sempre prezou pela verdade. Agora aguardo a PF investigar os outros deputados da ALERJ.

P.S: A Policia Federal agora tem que procurar Rosemary Noronha. Essa mulher tem muita coisa para contar. A pergunta da vez agora é: cadê a Rosemary Noronha?

Em breve, um próximo artigo. Até lá!

Um blog que fala de política, que não tem rabo preso com partido algum e apenas transmite as noticias cotidianas da política nacional e internacional.
Todos os direitos reservados - 2014 - 2020